Haitianos fazem protesto na Ponte da Amizade para deixar o Brasil e ingressar no Peru

O mundo, realmente, não gira: capota.

Há alguns anos, o Brasil, durante os governos petistas, passou a ser visto por milhares de imigrantes, a maioria haitiana, como as portas no céu.

Na capotada do mundo, no governo Jair Bolsonaro, o Brasil tornou um inferno.

Hoje, essas pessoas buscam fazer o caminho de volta, pois perderam os postos de trabalho e, consequentemente, a esperança de dias melhores.

Nesse retorno, encontraram no município de Assis Brasil um porto seguro para retornarem, o que dificulta as precárias finanças municipais.

Os haitianos também não contavam com uma rigorosa barreira sanitária imposta pelo governo peruano na cidade de Iñapari, em razão da pandemia da Covid-19.

Impedido de sair do Brasil e entrar no Peru, os haitianos foram acomodados em abrigos pela prefeitura de Assis Brasil.

Segundo o prefeito Jerry Correia, atualmente são cerca de 200 haitianos sendo acolhidos pelo poder público municipal.

Em áudio postado em grupos de WhatsApp, o prefeito fez um apelo: “Peço que os jornalistas dêem ampla publicidade para que as demais autoridades tenham conhecimento do que está acontecendo na tríplice fronteira”.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami