Governo Gladson Cameli ignora pressão e contrata avião de R$ 5 milhões; governador chegou a afirmar que cancelaria a licitação

Por Leonildo Rosas

Aquele que acreditou no cancelamento da licitação do aluguel do jato pelo governo do Estado, se deu mal.

O chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade, além de homologar o processo, assinou o contrato com a empresa Manaus Aerotaxi.

O extrato do contrato está no Diário Oficial de hoje. O contribuinte acreano pagará R$ 18 mil por hora de voo, podendo esse valor ultrapassar a R$ 5 milhões por ano.

A setores da imprensa, o governador Gladson Cameli chegou a declarar que iria mandar cancelar o processo.

Declarou não precisar do avião porque ele e a família têm aeronaves próprias.

Depois, afirmou que faria consulta jurídica para verificar a legalidade. A questão, porém, não é apenas legal. É moral.

A publicação do extrato do contrato vem um dia depois de o juiz Anastácio Filho proferir sentença dizendo que o governador pode fretar o avião por opção política.

Cameli bradou que a aeronave não será apenas para ele. Será para transportar doentes em caso de emergência para tratamento em outros estados.

Vamos esperar parar ver se essa nova modalidade de tratamento fora de domicílio irá funcionar. Quantos pacientes embarcarão no pomposo jato governamental.

Vamos ver, também, como a oposição ao governo e os órgãos de controle irão se posicionar diante desse voo vergonhoso.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami