Governo do agronegócio de Gladson Cameli tem prazer exibindo, em vídeo, a mandioca do Tião

Por Leonildo Rosas

https://youtu.be/4oxEwqPoEx4

Muito bem produzido pela equipe de Comunicação, o governo apresenta vídeo falando sobre o crescimento da cadeia da mandioca, também conhecida como macaxeira.

Vende os avanços como se tudo tivesse acontecido em apenas sete meses. Como se tudo fosse farinha do mesmo paneiro.

Embora a propaganda seja bem feita, ela é enganosa, pois é sabido que o atual governo não incentivou o plantio de um pé de mandioca.

O governo Gladson Cameli, literalmente, está tendo orgasmos com a macaxeira do Tião Viana.

Essa é uma atitude estranha e oportunista de um governo que se diz do agronegócio, do milho e da soja.

A mandiocultura praticada há décadas no Acre recebeu, no governo Tião Viana, uma atenção especial.

Viana Investiu mais de R$ 10 milhões de reais para modernizar as estruturas das casas de farinha.

O resultado positivo da ação do governo passado está sendo cantado de prosa e verso pelo governo do rapaz.

Só a farinha do Acre contribui, anualmente, com mais de R$ 2 bilhões para PIB do Estado, com uma área plantada de perto de 50 mil hectares.

A termo de comparação, a pecuária contribui com cerca de R$ 900 milhões, utilizando 1,9 milhão de hectares para abrigar 3,3 milhões de cabeças de gado.

Ainda como senador, Tião Viana trouxe 200 casas de farinha para os produtores.

Como governador, entregou mais de 3.000 kits de casa de farinha e equipamentos para 32 indústrias comunitárias.

Também foram mecanizados milhares de hectares.

O resultado é que o Acre é o Estado que mais cresceu na produção de mandioca da Amazônia, sendo o segundo maior produtor da região.

Passa da hora de Gladson Cameli segurar a mandioca dele e soltar a do Tião.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami