Governo cria fake news histórica ao dizer que 6 de Agosto foi palco de batalha da Revolução Acreana

Bairro nem existia quando Placido de Castro liderou o movimento

Não bastou ao governo do Estado pintar a caixa d’água do bairro 6 de Agosto com uma ridícula cor azul partidário.

O governo também se encarregou de fraudar a história.

Apostando na desinformação, o governo pintou a seguinte frase no espaço que ficou parecido uma botija de gás gigante:

– Bairro 6 de Agosto – Palco de batalha da Revolução Acreana.

Mentira histórica.

O bairro nunca foi palco de batalha alguma da chamada Revolução Acreana.

Na verdade, o bairro nem existia em 1902, quando o gaúcho Plácido de Castro rendeu os bolivianos, que comemoravam a Independência da Bolívia. O episódio aconteceu em Xapuri.

Segundo o historiador Marcos Vinicius Neves, aconteceram dois combates em Rio Branco, na Revolução Acreana.

Ambas ocorreram nas proximidades da Gameleira, onde hoje é o Colégio Imaculada Conceição.

A primeira batalha foi no dia 18 de setembro de 1902, quando os bolivianos emboscaram os brasileiros e venceram.

Ao final do combate, os brasileiros sobreviventes, liderados por Plácido de Castro, fugiram pelo varadouro que ia para o Seringal Liberdade, a fim de se reagrupar.

“Esse varadouro era o Catuaba, que depois virou a Rua 6 de Agosto”, explica o historiador.

No dia 5 de outubro de 1902, Dia de São Plácido, Plácido de Castro retornou com mais homens e mais armas e, numa batalha de 10 dias, venceu os bolivianos.

“Nunca teve batalha da Revolução Acreana na 6 de Agosto. A rua sequer existia. Era um varadouro. Ia para o Seringal Catuaba e, de lá, para o Liberdade”, destaca Marcos Vinicius.

Fraudar história não vale.

É desserviço ao conhecimento.

É fake news.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami