HomePAINEL DA FOLHAGovernador do Acre é 'desconvidado' de festival sobre Amazônia na França

Governador do Acre é ‘desconvidado’ de festival sobre Amazônia na França

Organizadores do evento afirmam que secretária do estado criou empecilhos às conversas e foi desrespeitosa; ela nega e cita preocupação com custos

Painel da Folha

Editado por Fábio Zanini

Danielle Brant

BRASÍLIA – Organizadores de um festival sobre a Amazônia na França enviaram um email desconvidando o governador do Acre, Gladson Cameli (PP), de participar do evento, que será realizado de 23 a 31 de outubro em Paris.

O projeto, organizado pela empresa Amazonie Produções e Eventos, tem como objetivo divulgar negócios, cultura, turismo e gastronomia da região para o mercado europeu.

Na mensagem enviada à equipe do governador, os organizadores atribuem a decisão ao que consideraram comportamento desrespeitoso da secretária de Meio Ambiente do estado, Julie Messias.

Segundo o email, a secretária fez “insinuações sem fundamento e sem provas suficientes sobre a veracidade do evento, causando extremo constrangimento na reunião”.

Os organizadores citam conversas pelo aplicativo WhatsApp com pedidos de reuniões virtuais e presenciais que não foram respondidos pela secretária, que foi diretora do Departamento de Ecossistemas do Ministério do Meio Ambiente durante o governo Jair Bolsonaro (PL).

Além disso, afirmam que a secretária criava uma série de empecilhos para a participação do governador no evento.

“Infelizmente faz-se realidade que não é de interesse do festival permanecermos com o convite de participação ao governo do estado do Acre, representado pelo excelentíssimo senhor governador Gladson Cameli, no qual nos referimos com total respeito e consideração.”

Procurada, Julie Messias argumenta que a participação em eventos do tipo exige alinhamento interno e com outros estados da Amazônia Legal. “Não sei o desconforto que foi causado. E realmente a gente ficou até surpreso com atitude, de um evento privado, pelo fato de a gente dizer que faria um alinhamento e que gostaria de umas informações do evento e receber isso”, diz.

A secretária cita também os custos para ir ao evento. “Qual o real retorno que nós vamos trazer para o estado, uma vez que vai haver investimento. Não tem como tomar uma decisão do nada de uma participação de um evento como esse que onera o estado”, complementa, afirmando que não teve intenção de colocar o evento sob suspeita. “Na reunião, inclusive, havia outros secretários e o questionamento foi o mesmo, ele não foi feito só por mim.”

Em março, Gladson Cameli foi alvo de uma operação contra corrupção e lavagem de dinheiroenvolvendo agentes públicos do estado do Acre. Ele precisou entregar o passaporte.

Veja a publicação original aqui.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

vale a leitura