Toda a diretoria do Depasa foi exonerada hoje pelo governador Gladson Cameli.

Não escapou um dos apadrinhados do senador Marcio Bittar, do MDB.

Um dos demitidos é o cunhado do ex-diretor-presidente Tião Fonseca, Mamede Aruba Bucar Neto.

Também foi exonerado o ex-vereador Luiz Anute e o diretor-presidente, Luiz Felipe Aragão.

Sob nova direção, o Depasa tornou um reservatório de atos ilícitos e de incompetência.

Parece está alinhada à uma política de governo para privatizar o sistema de abastecimento de água.

Gladson teria falado em ressuscitar a Sanacre, o que é completamente inviável.

Para comandar o Depasa, foi nomeada Waleska Lima Bezerra Dessotti.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami