Gladson Cameli e Mônica Kanaan militarizam até obras da Saúde: governo adere ata da Escola Naval do Amazonas

Empresários da construção civil no Acre não fiquem triste, não se zanguem, mas vocês irão continuar esperando por obras que não virão.

O governo Gladson Cameli continua preferindo trazer empresas de outros estados para levar o dinheiro dos acreanos.

Depois da Murano Construções, a papa tudo do Distrito Federal que tem, por enquanto, quase R$ 30 milhões em obras, a administração Cameli importou outra empresa.

Desta vez a importada vem de Manaus, capital do Amazonas, mesma cidade do avião de R$ 5 milhões por ano.

Trata-se da V. B. da Silva, uma microempresa que poderá levar R$ 4,6 milhões para a Zona Franca de Manaus.

A transação também faz parte do processo de militarização da Saúde.

Dessa vez Cameli e a secretária de Saúde, Mônica Kanaan, decidiram militarizar até as obras da Saúde.

A Secretaria de Saúde aderiu à uma ata da Escola Naval Rio Negro.

A empresa V. B. da Silva é daquelas que trabalham do alfinete ao foguete, mas é especializada em sistema de refrigeração.

Coincidentemente, era o sistema de ar-condicionado que faltava no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco.

Esse governo parece ter horror à licitação.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami