Gladson Cameli decidiu como tratar os servidores públicos: para manifestação, polícia! Para greve, Justiça!

Foto: Jardy Lopes


Terça-feira, Gladson Cameli mostrou como o seu governo trata servidores públicos que lutam pelos seus direitos.

Para aprovar o seu pacote de maldades na Assembleia Legislativa (Aleac), o governador recheou o centro da cidade de policiais com o intuito de impedir a entrada dos trabalhadores na chamada “Casa do Povo”.


Cameli atendeu ao pedido dos próprios deputados da sua base, que dificilmente teriam coragem de subtrair os direitos dos servidores públicos se as galerias estivessem lotadas.


O movimento de terça-feira foi pacifico. A maioria dos manifestantes era de integrantes da Educação estadual.

Não houve maiores consequências porque o acirramento foi contemporizado pelo bom senso. Mas as marcas da opressão ficaram para a história.


Usando a força de uma maioria comprometida com os cargos na administração pública, o governador aprovou o que queria, mas ainda terá dores de cabeça.


Insatisfeitos com a aprovação, os trabalhadores em Educação anunciaram greve geral. Terão que ficar apenas no anúncio.


Gladson Cameli determinou que a Procuradoria-Geral do Estado (PGE) entrasse na Justiça pedindo a ilegalidade da greve. E obteve resultado positivo. O desembargador Júnior Alberto acatou o pedido e determinou que a greve na seja deflagrada.


O desembargador arbitrou multa diária de R$ 10 mil ao Sindicato dos Trabalhadores em Educação (Sinteac), caso a greve ocorra. E autorizou a desocupação, pela força, se preciso for, se houver a ocupação de prédios públicos.


Somente este ano, é a segunda vez que o governo Gladson Cameli acaba com greve contando com a canetada judicial. Usou o mesmo instrumento contra os trabalhadores em Saúde.


Para Gladson Cameli, se houver manifestação, ele usa a polícia. Se os trabalhadores quiserem grevar, ele usa a Justiça.


Eis a mudança que muito queriam.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami