Fracassa manifestação de apoio a Bolsonaro no Acre; Gladson Cameli participou do fiasco

Um dos estados que deu a maior votação em temos proporcionais para eleger Jair Bolsonaro, o Acre não foi às ruas defender o presidente,

Nem a presença do governador Gladson Cameli no ato realizado em frente ao Palácio Rui Branco salvou o evento do fiasco.

Menos de 200 pessoas compareceram. Alguns, inclusive, armados.

Diante dessa plateia escassa, Cameli defendeu as reformas previdenciária, trabalhista e tributária, para, segundo ele, criar condições de trabalho aos brasileiros.

Sobre um carro de som, os líderes discursaram em tom virulento.

Assim como Bolsonaro, Cameli tropeça na falta de iniciativa, de projetos capazes de beneficiar a população.

Em um discurso pastel, com falta de conteúdo, o rapaz se colocou como cabo eleitoral de Bolsonaro para ajudar a aprovar as reformas.

Eleitores que foram às urnas para eleger o governador e o presidente carregam o sentimento de desapontamento, de descrédito e desilusão.

O fracasso no Acre pôde ser visto em todas as cidades onde poucos eleitores atenderam o pedido do próprio presidente para irem às ruas defenderem o seu desgoverno.

Os atos de hoje foram marcados por claras manifestações contra as instituições democráticas, com ofensas à Justiça e ao Legislativo.

Bolsonaro sai deste dia 26 ainda mais fragilizado.

A situação de Gladson Cameli não é diferente.

Ambos estão com a popularidade derretendo como gelo no asfalto.

Fotos: Hugo Costa.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami