FOLHA DO ACRE: Médico sem CRM preso cobrava até R$ 20 mil por cirurgias e teria causado lesões em pacientes

Por Marcos Dione

Tido como falso médico pelo Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM/AC), Mizael Ribeiro Soboia, foi preso em flagrante pela Polícia Civil na noite de quinta-feira (13), no momento em que realizava uma cirurgia plástica em uma paciente numa clínica particular localizada no bairro Bosque, em Rio Branco.

A mulher que passava pela cirurgia no momento da prisão foi atendida pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e passa bem. Nesta sexta-feira (14), uma fonte fidedigna ouvida pela Folha do Acre foi incisiva ao afirmar que Saboia já vinha atuando no Brasil há um bom tempo, mesmo ciente de que a prática é ilegal.

“Ele já fazia isso há um bom tempo. Ele estudou medicina na Bolívia, mas não tinha nenhuma documentação que desse autorização para ele atuar aqui no Acre ou em qualquer outro estado em solo brasileiro. Ele vive postando foto em cirurgia e marcando a localização na Bolívia, sendo que as cirurgias eram feitas aqui em Rio Branco”, disse.

Mesmo não sendo oficialmente reconhecido como médico em território brasileiro, Doutor Mizael Soboia, como é chamado, costumava cobrar um alto valor de suas pacientes. Ele é bastante conhecido no mercado local por fazer implantes de próteses de silicone.

estava tudo certo para ela pagar R$ 20 mil reais para por silicone nos seios. Ela desistiu depois de conversar comigo. Eu auxiliei ela a fazer a busca pelo CRM dele, quando ela viu que ele não tinha desistiu e fez com outro por um valor bem abaixo do que ele cobra”, acrescentou a fonte ouvida pela reportagem.

NOME SUJO NA JUSTIÇA

Mizael Ribeiro Soboia já respondeu processo por exercício ilegal da medicina no ano de 2016 na Segunda Vara Cível da Comarca de Rio Branco. Naquela época ele já se apresentava como médico e teria causado lesões gravíssimas em pacientes. Entretanto, em 2019 recebeu o benefício da suspensão condicional do processo, mesmo assim ainda era para estar cumprindo medidas estabelecidas judicialmente.

Um ano depois, já em 2020, após uma nova paciente alegar ter sofrido lesões durante atendimento com ele, Mizael foi denunciado pelo Ministério Público novamente por exercício ilegal da medicina. A Polícia Civil seguiu com as investigações e nesta quinta-feira ele acabou sendo flagranteado.

Veja a publicação original na Folha do Acre

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami