Foi trapalhada – Exonerações no Idaf serviram para corrigir mais uma barbeiragem administrativa do governo

Pena não haver uma vacina contra a incompetência administrativa de uma gestão.

Se houvesse, o governo Cameli teria que ser vacinado urgentemente.

As 24 exonerações feitas pelo governador em exercício no Instituto de Defesa Agroflorestal (Idaf), publicadas no Diário Oficial de hoje, ocorreram para solucionar mais uma trapalhada governamental.

O governo trapalhão nomeia até mesmo quando não é para nomear.

Pelas regras da autarquia, as nomeações devem ser feitas pelo diretor-presidente, que é nomeado pelo governador.

Todas as nomeações no Idaf foram feitas pisoteando a legislação.

A correção da distorção chega com meses de atraso.

Todos os exonerados aparecem no mesmo Diário Oficial nomeados, de forma correta, pelo diretor-presidente do Idaf, Rogério Melo.

Com a correção, o governador abre margem para fazer novas nomeações na administração direta.

É o jogo.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami