Filho e cunhado do deputado Manoel Morais, do PSB, não foram presos e são considerados foragidos

Alvos da Operação Mitocôndrias realizada pela Polícia Civil do Acre, na manhã de hoje, o filho do deputado Manoel Morais (PSB), Cristian da Silva Sales, não foi preso, embora tenha mandado de prisão contra ele.

Provavelmente avisado antecipadamente, o filho do parlamentar conseguiu sumir antes de a polícia chegar à sua casa.

Outro personagem ligado a Morais é o seu cunhado Manoel de Jesus Leite, que também não foi localizado.

A Polícia Civil trabalha com a hipótese de a dupla ter fugido para Rondônia.

Tanto o filho quanto o cunhado do deputado são suspeitos de participar de um esquema de corrupção que supostamente desviou mais de R$ 20 milhões da merenda escolar.

No início do ano, o governador Gladson Cameli afirmou que havia determinado a investigação do esquema na Secretaria de Estado de Educação.

Esta semana, o vice-governador Wherles Rocha também trouxe denúncia de casos de corrupção na mesma secretaria.

Além da merenda, Rocha apontou indícios de irregularidades na aquisição de computadores, chegando a um superfaturamento de até R$ 3 milhões.

Este Portal publicou matéria informando que a empresa assinou o contrato no diz 26 de dezembro do ano passado e no dia 27 recebeu mais de R$ 10 milhões. Veja aqui.

Na operação de hoje a Polícia Civil cumpriu sete mandados de prisão temporária, 20 mandados de busca e apreensão nas sedes de quatro empresas em Rio Branco, Tarauacá e Xapuri, além dos armazéns de merenda escolar da SEE, em Rio Branco, Tarauacá, Sena Madureira e Cruzeiro do Sul.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami