Faltou coragem para olharem nos olhos dos trabalhadores antes de retirarem os seus direitos, declara Edvaldo Magalhães

Fotos Sérgio Vale

Faltou coragem para olhar nos olhos das professoras e professores e dizer que eles não terão mais direito a integralidade e a paridade. Essa é a avaliação do deputado Edvaldo Magalhães (PC do B) sobre a medida arbitrária do governador Gladson Cameli de recorrer ao aparato policial para impedir a entrada dos servidores públicos na Assembleia Legislativa.

Segundo o deputado, também faltou coragem para olhar nos olhos das servidoras e servidores públicos e “dizer que agora eles vão ter que dobrar o sacrifício porque vão dobrar o tempo que falta para eles se aposentarem”.

Edvaldo Magalhães vêm acompanhados os debates sobre o chamado pacote de maldades enviado pelo governo para tirar direito dos servidores públicos estaduais.

Magalhães vem, ao longo dos debates, dizendo que a reforma de Cameli é pior do que a apresentada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro.

“O Congresso Nacional não terminou a discussão e não votou a PEC paralela. Por que a Aleac precisa votar hoje? Resistiremos”, disse.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami