Fábrica de corrupção: Polícia deflagra nova operação tendo ex-motorista de Gladson Cameli como principal alvo

Mais uma operação foi deflagrada hoje no Acre.

Dessa vez, o alvo foram as sedes do Deracre em Rio Branco e Cruzeiro do Sul.

O Deracre, cujo presidente é Petrônio Antunes, é uma festa.

Sob o comando do delegado Pedro Resende, da Delegacia de Combate à Corrupção (Decor), foi desencadeada a segunda fase da Operação Parking.

A operação visa desarticular organização criminosa que atua no Deracre de Cruzeiro do Sul, acusada de cometer os mais variados crimes contra a ordem pública, inclusive com participação de advogado.

Foram cumpridos oito mandados de busca e apreensão e medidas cautelares para o afastamento de quatro servidores.

O Deracre executou obras o pátio do aeroporto internacional de Cruzeiro do Sul, embora a Infraero tenha firmado contrato com outra empresa.

Dentre os principais alvos está o diretor do Deracre em Cruzeiro do Sul, Antonio Luciano de Oliveira.

Antonio Luciano não é um personagem qualquer e muito menos distante do governador..

Antonio Luciano foi motorista de Gladson Cameli e ocupa cargo relevante desde os primeiros dias de governo.

Esse é apenas um dos muitos escândalos de corrupção envolvendo a verdadeira fábrica de falcatruas montada dentro do governo Gladson Cameli.

Nessa fábrica, nem Gladson Cameli, e a sua esposa Ana Paula escaparam.

Também não passaram incólume o pai do governador, Eládio Cameli, e o seu irmão Gledson.

A grande e rica  família Cameli está envolvida na Operação Ptolomeu, deflagrada pela Polícia Federal para apurar possível desvio de R$ 800 milhões do SUS e do Fundeb.

Em três anos, o governador trouxe para os olhos da justiça o que a sua família passou mais de 20 anos tentando se livrar.

Depois da passagem do ex-governador Orleir Cameli pelo governo, criou-se uma espécie de trauma familiar.

Orleir saiu da política para nunca mais voltar.

Personagem importante no meio empresariado amazonense, o pai de Gladson foi alvo de diversas denúncias, mas, até semana passada, não se tinha conhecimento de que fosse alvo de mandado de busca e apreensão na sua casa.

Gladson Cameli, junto com Wherles Rocha, ganhou o governo com a promessa de fazer mudanças.

A dupla hoje não se fala.

Rocha, assim como este Portal, foi o responsável pela maioria das denúncias de corrupção no governo.

São denúncias que atingem a todas as secretarias e demais órgãos de governo, com destaques para a Educação e a Saúde.

Há rumores de que uma nova operação pode ser deflagrada ainda esta semana pela Polícia Federal.

É melhor não descartar, porque a fantástica fábrica de corrupção estatal não para de produzir.

 

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami