ESQUEMÃO AZUL – Recursos de Gladson Cameli no STJ serão julgados no próximo dia 18

Cheio de lamúria, Gladson Cameli (Progressistas) vestiu a rouba de coitadinho durante entrevista à uma emissora de televisão local, na manhã de hoje.

Na verdade, o governador não é entrevistado. Ele “joga vôlei”.

O entrevistador levanta, Cameli corta.

Pois bem, no jogo de hoje o rapaz que dança revelou que desde dezembro do ano passado não pede a benção do seu pai, o empresário Eládio Cameli.

Ele está impedido pela Justiça de manter contato com o seu genitor.

Gladson Cameli mergullhou a própria família naquele que pode ser o maior escândalo de corrupção da história do Acre.

Em dezembro do ano passado, a Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Ptolomeu, cujo alvo principal foi o governador

A PF acusou Cameli de ser chefe de uma organização criminosa, que desviou R$ 828 milhões do erário.

Durante o “jogo de vôlei, o governador disse que confia na Justiça.

Terá oportunidade de provar essa confiança na próxima quarta-feira, 18, quando a Corte Especial do Superior Tribunal de Justiça (STJ) irá se reunir.

Responsável pelo processo, a ministra Nancy Andrighi pautou o julgamento dos recursos interpostos pelo advogados de Gladson Cameli.

Gladson Cameli não batalha para provar a inocência. Quer enterrar as investigações usando supostos erros de investigação da PF.

Um dos álibis, segundo divulgado pela imprensa, é usar o filho do governador, de apenas seis anos de idade, como escudo.

Até quarta-feira haverá muitas especulações.

Serão longos dias de espera.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Close Bitnami banner
Bitnami