Em agosto, Gladson prometeu aumentar o sublimite do Simples para R$ 3,6 milhões; em outubro, Rocha mantém em R$ 1,8 milhão

O contador Mateus Calegari e boa parte da classe empresarial levaram pouco mais de dois meses para descobrir que a palavra de Gladson Cameli tem o mesmo valor de uma nota de três reais.


Na madrugada do dia 24 de agosto, com a cara de ressaca de sono, Calegari gravou vídeo e postou na sua página no Facebook comemorando uma boa nova.


Ao lado do governador, o contador anunciou que, finalmente, o governo do Estado iria aumentar o sublimite do Simples, hoje em R$ 1,8 milhão.


Veja o vídeo: https://www.facebook.com/100001705192050/posts/2495401590526656/


Sem se fazer de rogado, Cameli disse ter “determinado” que fosse enviado um Projeto de Lei à Assembleia Legislativa (Aleac) a fim de atender o pleito dos empresários.


Cameli revelou que havia tomado a decisão sozinho, sem consultar ninguém.


Os empresários queriam um sublimite de R$ 3,6 milhões.

Na madrugada de agosto foi apresentado, inclusive, o esboço de um Projeto de Lei que, supostamente, constava com a assinatura do governador.


A euforia virou decepção.


O Diário Oficial de hoje trouxe decreto estabelecendo para o ano-calendário 2020 que o sublimite será de R$ 1,8 milhão. O decreto foi assinado pelo vice-governador Wherles Rocha.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami