Ele mentiu – Fretamento de jato é exclusivo para viagens de Gladson Cameli; um voo de ida e volta a Brasília pode custar mais de R$ 100 mil

Por Leonildo Rosas

O governador Gladson Cameli parece ter compulsão para não falar a verdade.

Acossado mais por aliados do que pela oposição, Cameli declarou que não precisava fretar avião, porque tanto ele quanto a sua família têm aeronaves próprias

Com desculpas próprias dos mendaciosos, o governador chegou a declarar que o jato serviria para transportar doentes.

Pura patralha.

Documento obtido pelo Portal do Rosas confirma que o jato será de uso exclusivo do governador.

Em ofício enviado à Casa Civil, datado de 16 de maio, a chefe de gabinete do governador, Rosangela Gama, escreveu: “Cumprimentando cordialmente, visando dar celeridade às agendas externas do governador a outros estados da federação e países vizinhos, solicitamos providências contratação de empresa especializada em fretamento de aeronave executiva birreatora a jato”.

Como pode ser visto, em nenhum momento é mencionada outra finalidade para o avião.

E o fretamento não é barato. Custa R$ 18 mil a hora.

Em um avião de carreira para o deslocamento até Brasília, o governador gasta cerca de R$ 2 mil.

Se a opção de Cameli for o jatinho, esse valor salta mais de 50 vezes.

Uma viagem dessa, considerando o tempo de voo de três horas para ir e três horas para regressar, não sai ao cofre estadual por menos de R$ 108 mil.

Essas brincadeiras de garoto mimado irão custar caro ao contribuinte acreano.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami