Edvaldo Magalhães sai em defesa da maternidade de Tarauacá e da ponte de Rodrigues Alves

O deputado Edvaldo Magalhães (PCdoB) disse durante a sessão desta terça-feira (26) que a equipe do governador Gladson Cameli (PP) peca por não ouvir antes da tomada de decisão a população dos municípios. Ele citou o caso da Maternidade de Tarauacá que pode ser transferida para o Hospital Sansão Gomes, sem consultar o povo.

“A transferência de um atendimento cotidiano e necessário, cria um problema sério e grave na cidade. Às vezes a burocracia não dialoga com a população. Às vezes, o tecnicismo não dialoga com as pessoas. O governador Gladson Cameli peca nisso, de não escutar, ou seja, primeiro ouvir para tomar uma decisão. Quase que a Câmara inteira está aqui para pedir uma coisa: reforma, construa, mas deixe a maternidade naquele endereço”, destacou Edvaldo Magalhães.

Edvaldo Magalhães falou também sobre a manifestação que ocorrerá em Rodrigues Alves em defesa da construção da ponte sobre o Rio Juruá.

“O governador foi à cidade de Rodrigues Alves na campanha e assumiu o compromisso de construir a ponte e caso não tivesse recurso, faria com recursos próprios. Nem no empréstimo que discutimos na semana passada, a ponte de Rodrigues Alves passou perto”, disse ele ao afirmar que também não há nenhuma emenda do relator do Orçamento da União, senador Marcio Bittar, para a construção da ponte. “A ponte de Rodrigues Alves não entrou na fita. Dinheiro tem, falta gestão”.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami