Edital confirma que avião de R$ 5 milhões é para Gladson Cameli e o vice usarem; governador sugeriu os críticos lerem o documento

Por Leonildo Rosas

Parece uma espécie de “Síndrome de Pinóquio”.

Na confortável varanda do seu apartamento, o governador Gladson Cameli voltou a faltar com a verdade.

Repetiu que não precisa contratar avião para ele viajar. Pilotou mal as palavras.

Cameli sugeriu que os críticos da contratação do jato, ao custo de R$ 18 mil a hora, fossem ler o edital de licitação.

“Leiam o edital. Eu jamais alugaria avião com recursos públicos para minhas viagens. Eu não preciso”, disse.

Seguimos a recomendação do rapaz para não cometer injustiça e fomos ler o bendito edital.

Realmente constatamos a verdade.

O objeto da licitação não deixa dúvidas: o avião é para Cameli.

Texto do objeto da licitação diz: “Contratação de empresa especializada em serviços de Fretamento de Aeronave Executiva Birreatora a Jato, visando atender as necessidades do Gabinete do Governador através da Secretaria de Estado da Casa Civil, de acordo com as quantidades e especificações técnicas constantes neste Termo de Referência”.

Mais claro do que isso, impossível.

Mas tem mais.

Na justificativa também fica claro que a aeronave também poderá ser utilizada pelo vice-governador Wherles Rocha, conforme pode ser comprovado no documento em posse do Portal.

Não foi uma boa ideia de Cameli sugerir a leitura do edital.

O documento lhe “condena” e expõe mais uma das suas patralhas.

Ele não deve ter lido o edital.

Vejo o edital aqui http://www.licitacao.ac.gov.br/cpl/sie/arquivos/editais/PREGAO%20PRESENCIAL%20SRP%20N%20038%202019%20CPL%2004%20SECC%20%20SERVICOS%20DE%20FRETAMENTO%20DE%20AERONAVES.pdf

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami