Documentos comprovam e desmentem Gladson: não há nem projeto e muito menos recurso paro anel viário de Brasileia e Epitaciolândia

O video que abre a matéria tem menos de um minutos.

Foi extraído da entrevista que o governador Gladson Cameli concedeu ao jornalista Luciano Tavares, site Notícias da Hora.

Em tão pouco tempo, Cameli falta com a verdade em duas ocasiões sobre o anel viário de Brasileia e Epitaciolândia.

A primeira inverdade é sobre o recurso garantido para a obra.

Este Portal publicou hoje, como documento, que não há recursos garantido. Seriam mais de R$ 36 milhões, que, se vierem, será por meio de crédito especial. Veja a matéria aqui.

A segunda patranha do chefe do Executivo estadual é que as pendências encontradas no projeto foram todas sanadas.

Essas pendências foram apontadas aqui no Portal, veja aqui.

Provavelmente depois que o Portal publicou as falhas no projeto, o consórcio que venceu a licitação correu para tentar corrigir os erros.

A pressa, como ensinam os mais experientes, é inimiga da perfeição.

Após a analisar os documentos, a empresa contratada pelo Dnit para o trabalho comprovou que há falha gigantes no projeto hidrológico, que foi todo foi apresentado fora das definições e padrões de apresentação orientadas pelo Dnit, faltando informações básicas sobre o projeto como a sua fase, sua extensão e outros dados que devem ser apresentados.

Na conclusão, o engenheiro responsável pela análise escreveu: “Mediante o exposto neste Relatório de Análise de Estudo Hidroloógico da ponte sobre o Rio Acre Fase Executiva da Rodovia BR-317/AC, no segmento do KM 289,3 ao KM 299,5 (Implantação do contorno rodoviário de Brasiléia e construção da ponte sobre o rio Acre), conclui-se que a disciplina de Estudos Hidrológicos da OAE, não atende aos normativos e ao Termo de Referência. Por este motivo, não se encontra em condições de aceitação”.

Quando nos deparamos com uma situação dessas fica a dúvida se o governador falta com a verdade por incompetência e desconhecimento, ou se é por costume mesmo.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami