Deputados aliados do Acre traem Bolsonaro e ajudam a derrotar Sérgio Moro

Sete, dos oito deputados federais acreanos, são apoiadores escancarados do presidente Jair Bolsonaro.

Até Jesus Sérgio, que se elegeu pelo PDT, apareceu em fotografia fazendo pose ao lado do presidente.

Os apoios, porém, demonstram que não são incondicionais.

Cinco desses parlamentares ajudaram a tirar o Coaf de Sérgio Moro para entregar a Paulo Guedes.

Traíram o presidente e ajudaram a derrotar Moro.

O placar que tirou o Coaf da Justiça e mandou para Economia ficou em 228 a 210.

Jéssica Sales, Flaviano Melo, Jesus Sérgio, Vanda Milani e Manoel Marques se posicionaram contra o presidente.

Alan Rick, estranhamente, sumiu, embora tenha declarado em diversas oportunidades o apoio ao Bolsonaro.

A postura dos parlamentares acreanos soa estranha. Afinal, que tipo de aliados são?

Qual o medo que têm do Coaf sob a responsabilidade de Sérgio Moro?

São indagações que merecem reflexão. E explicação.

Entenda o caso:

O destaque da MP 870 de 2019 estabelece que o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) seja de responsabilidade do Ministério da Justiça, sob o comando de Sérgio Moro, assim como determinava o texto original da medida provisória.

O trecho da MP, porém, foi alterado durante a tramitação no Congresso e transferiu o Coaf para o Ministério da Economia.

O destaque foi rejeitado por deputados no plenário da Câmara e, portanto, o Coaf fica no Ministério da Economia.

Related Posts

One thought on “Deputados aliados do Acre traem Bolsonaro e ajudam a derrotar Sérgio Moro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami