CPI da Educação proposta por deputados da oposição e independentes será a primeira a ser instalada na Aleac

CPI da Educação proposta por deputados da oposição e independentes será a primeira a ser instalada na Aleac

O governo até tentou.

Chamou deputados para conversar.

Ofereceu vantagens.

Mas ninguém retirou as assinaturas.

Deixaram vazar a nomeação da senhora Ana Cristina da Costa Oliveira, numa CEC-6.

Ela é esposa do deputado Neném Almeida.

Chamaram Fábio Calegário para uma conversa.

Feitas as contas, chegou-se à conclusão de que o preço seria alto demais. Sem contar que poderia causar fissuras na frágil base parlamentar.

O resultado é que o presidente da Assembleia Legislativa, Nicolau Júnior, decidiu instalar a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) proposta pelo petista Daniel Zen.

O pedido de Zen conta com as assinaturas de outros oito deputados.

No contra-ataque, o líder do governo, Pedro Longo, apresentou outro pedindo de CPI, pedindo investigação desde 2016.

Longo participou do governo Tião Viana, como diretor do Detran. Quer investigar o governador que lhe deu a oportunidade de dirigir um dos órgãos mais importantes da administração estadual.

Como vai seguir o regimento interno, Nicolau Júnior deverá determinar, por ordem de prioridade, a CPI proposta pela oposição.

Leonildo Rosas

Related Posts

PT, PSB, PCdoB, PSOL e PV fazem reunião para iniciar diálogo rumo  às eleições de 2022

PT, PSB, PCdoB, PSOL e PV fazem reunião para iniciar diálogo rumo às eleições de 2022

Sindicalistas da Saúde empossam palhaço Peteleco como governo e o levam para a mesa de negociação com o governo

Sindicalistas da Saúde empossam palhaço Peteleco como governo e o levam para a mesa de negociação com o governo

Falta de palavra do governador é empecilho para acordo com servidores da Saúde e da Educação

Falta de palavra do governador é empecilho para acordo com servidores da Saúde e da Educação

Edvaldo Magalhães volta a cobrar rapidez do governo na sanção de lei que visa contratação de médicos formados no exterior

Edvaldo Magalhães volta a cobrar rapidez do governo na sanção de lei que visa contratação de médicos formados no exterior

No Comment

Deixe uma resposta