Controlador-geral do Estado é o nome de Cameli para substituir Ribamar Trindade na Casa Civil

Usina de crise, o governo Gladson Cameli encerrou a semana com mais um “pepino” gigante para descascar.

O chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade, entregou a carta de exoneração, mas, após demorada reunião com o governador, resolveu ficar mais um tempo.

Trindade é a cara do conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE) Antônio Malheiro no governo, embora o membro da corte tenha dito que não dá palpites na administração estadual.

Como querendo se proteger, Cameli pôs em funções estratégicas membros do TCE no seu governo. Além da Casa Civil, a “República do TCE domina a Secretaria da Fazenda, com Semirames Dias, e comandava a Controladoria-Geral do Estado, com Oscar Abrantes Guedes.

Abrantes Guedes foi exonerado. No seu lugar o governador importou do Amazonas o candidato derrotado à vereador Luiz Almir Brandão Francisco Soares.

Soares deve ter conquistado a confiança do chefe, pois é o mais cotado para assumir a Casa Civil, caso a exoneração de Ribamar se Trindade se concretize na virada do ano.

Outros dois nomes cotados são os de Idelcleide Cordeiro, irmã do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, e Paulo Roberto Correia, gestor da Sudam e cunhado do governador.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami