Contrato da mídia do governo empacou; atos da subcomissão são anulados e licitação ficou para setembro

O governo não anulou o processo de licitação para contratar empresa para cuidar da sua publicidade.

A opção foi humilhar os membros da subcomissão formada para analisar as propostas técnicas das empresas.

No processo de humilhação foi desconstituída a comissão e anulados os seus atos.

Como “remendo” foi aberto um novo edital de Chamamento Público para inscrição de interessados em participar do sorteio para a composição da nova Subcomissão técnica.

O período de 30 de junho a 12 de setembro será destinado à elaboração das propostas técnicas pelos licitantes classificados na Concorrência,

A abertura dos envelopes está marcada para o dia 13 de setembro.

A subcomissão era formada pelos jornalistas Nayara Lessa, Wesley Moraes e Rutemberg Crispim.

Os dois primeiros exercem cargo comissionado na Secretaria de Estado de Comunicação. O terceiro é funcionário do Estado.

Esse Portal havia denunciado o festival de erros cometidos pela subcomissão. Estranhamente, os primeiros colocados eram todos do Amazonas.

A licitação tem um montante de quase R$ 6 milhões.

Nessa história, o governo Gladson Cameli vai para um ano sem relação comercial com a imprensa.

Os empresários estão “urrando” e o desemprego nas redações aumentando.

Cameli está mostrando que não precisa da mídia.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami