Como estaria a prefeitura de Cruzeiro do Sul se Ilderlei não tivesse rompido com Vagner.

Por Leandro Altheman

Com três anos de mandato e se aproximando do final, uma pergunta que todo eleitor de Cruzeiro do Sul deveria se fazer, antes das eleições do próximo ano, é sobre como estaria a prefeitura caso não tivesse ocorrido o rompimento político entre Ilderlei e Vagner Sales.

É certo que o rompimento trouxe, num primeiro momento, um forte desgaste político a Ilderlei. Vagner controla políticamente o PMDB e tem aliados na imprensa do estado que causaram fortes danos à imagem de Ilderlei. Ele próprio parece ter enfrentado muitas dificuldades em questões bastante básicas, como manutenção do asfalto das ruas da cidade

Mas no atual momento, passada a tormenta, o que vejo é uma prefeitura que conseguiu superar, e bem, a suposta ‘perda’. Em termos gerais o que se percebe é uma prefeitura que caminha para uma gestão mais institucionalizada e menos personalista. O que de forma alguma exime o prefeito de seus erros. Mas, entendo que é necessário reconhecer os esforços nesse sentido. Prova disso é o concurso público que será realizado. Uma gestão mais institucionalizada e menos personalista, também terá de enfrentar seus problemas. Uma delas, certamente, é que a própria população, ou pelo menos parte significativa dela, está acostumada a uma relação mais pessoal e na figura do ‘chefe’. Vamos ver como irá reagir o eleitorado na próxima eleição. Por hora, pelo que venho acompanhando da atual gestão, em que pese erros – alguns graves – cometidos pelo prefeito, o balanço geral é positivo. Houve um claro esforço de modernização da prefeitura. Um dos problemas mais graves que era a coleta de lixo, se não foi solucionada por inteiro, ao menos obteve uma resposta à altura. Mas, o que me parece mais relevante, é justamente a mudança de concepção da própria esfera púbica da prefeitura que praticamente não existia. A prefeitura era apenas uma extensão dos negócios particulares do sr. Vagner Sales. Seu patrimônio multiplicado e ‘os fortes indícios de enriquecimento ilícito’ (palavras do MPF) são testemunhas.

Enfim, no próximo ano teremos eleições novamente, e é certo, que VS, que não aceita ter perdido o domínio sobre a prefeitura, especialmente tendo ele próprio apoiado Ilderlei, deverá fazer seus esforços para trazê-la de volta a sua esfera de influência.

É preciso que o eleitor julgue, se o afastamento da influência de VS da prefeitura, trouxe mais problemas ou benefícios ao município.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami