Ciclista percorre cidades acreana sobre duas rodas

Por Marcelo Torres

Percorrer sentindo o vento no rosto e ter uma sensação de liberdade, esse é um dos sentimentos que os apaixonados por ciclismo têm.

Protagonizando esse amor sobre duas rodas, o ciclista Reginaldo Dantas coleciona várias aventuras cruzando diversos longos trechos, desbravando o Acre.

Dantas, que pratica esse esporte há quatro anos, se prepara para a próxima aventura para ir até Mâncio Lima.

A partida está prevista para a próxima quarta-feira, 3.

O percurso tem um período aproximado de 5 a 7 dias pedalando.

“Será uma pedalada sem carro de apoio, com paradas para alimentação, hidratação e dormida nas cidades ao longo do trajeto, pois o objetivo dessa nova aventura é ter várias paradas para conhecer pessoas e culturas diferentes, como fiz em pedaladas anteriores”, destacou Reginaldo Dantas.

Reginaldo se prepara para essa aventura há cerca de um ano.

“A ideia inicial era cruzar todo o Acre em uma única viagem, saindo de Assis Brasil até Mâncio Lima, mas devido ao mau tempo, não iremos conseguir fazer esse trajeto, portanto, decidimos ir de Rio Branco até Mâncio Lima”, explicou.

O ciclista coleciona viagens percorridas por bicicleta nas cidades de Boca do Acre (Interior do Amazonas), municípios do Acre, Porto Velho e Cuzco no Peru, subindo as cordilheiras dos Andes.

*Terapia sobre duas rodas*

Dantas que é um dos fundadores de um grupo de ciclismo do Acre denominado Capivara, com 300 integrantes que se reúnem semanalmente para fazerem o que mais lhe dão prazer, que é pedalar, conta como tudo começou.

“Estava há procura de uma nova vida, pois eu bebia, fumava e passava muitas noites acordado. Então quando resolvi parar com essas práticas, procurei outras coisas para entreter minha cabeça. O ciclismo me completou, nele formei novas amizades e construímos um belo grupo de ciclistas”, declarou Reginaldo Dantas.

O aventureiro lembra que o primeiro desafio foi pedalar até o município de Capixaba, interior do Acre, desde então a vontade de alcançar novos ares aumentou e o grupo foi organizando longas viagens como Brasileia, Plácido de Castro, Sena Madureira, Assis Brasil, entre outras cidades acreana.

Fotos: Arquivo pessoal.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami