HomeDEU NO ESTADÃOBriga estadual tira mais um senador bolsonarista do União Brasil

Briga estadual tira mais um senador bolsonarista do União Brasil

Alan Rick sai da sigla após ser desautorizado por Luciano Bicar em decisões no Acre

Coluna do Estadão

Por Roseann Kennedy

O senador Alan Rick (AC) deixará o União Brasil após atrito com a cúpula nacional do partido, comandado pelo deputado Luciano Bivar (PE). Dessa forma, a legenda, que elegeu dez senadores e chegou a ser a segunda maior do Senado, encolhe a cada dia na Casa e vai ficar com apenas seis cadeiras. De acordo com aliados, o parlamentar já enviou o comunicado de desfiliação e negocia ida para o Podemos ou PL.

Trata-se do rescaldo de uma disputa iniciada ainda em outubro do ano passado, quando Fábio Rueda decidiu lançar sua candidatura a deputado federal pelo Acre. Ele é irmão do vice-presidente do União Brasil, Antônio de Rueda.

O movimento, acusam parlamentares ouvidos pelaColuna, “prejudicou” a composição da chapa proporcional e deixou muitos dos candidatos a deputado federal “sem dobradinha” com deputados estaduais ou vereadores. Rueda não conseguiu vencer e ficou com a suplência.

Com a derrota de Rueda, a presidência do União Brasil no Acre ficou, naturalmente, com Alan Rick, que decidiu destituir todos os diretórios municipais do partido no Estado para novas eleições, pois todos eram ligados a Rueda. A decisão, porém, bateu e voltou na cúpula do partido que o desautorizou.

Luciano Bivar revogou a decisão de Alan, que se sentiu “tratorado”. “Enquanto Alan tá preocupado com eleição para governo, Rueda está preocupado com a próxima para federal. Essa decisão dos diretórios foi a gota d’água”, diz um aliado.

Com a saída de Alan Rick, a presidência do União Brasil no Acre pode ficar com o deputado Coronel Ulysses. O parlamentar é o nome da legenda para disputar a prefeitura de Rio Branco em 2024. Mesmo no PL, a ideia é o senador apoiar o aliado com uma candidatura de cunho bolsonarista.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here

vale a leitura