Bolsonaro reduz reajuste previsto para salário mínimo do próximo ano

Com informações do G1

O trabalhador brasileiro sofrerá, em 2020, mais um golpe do presidente Jair Bolsonaro. A proposta de orçamento para o próximo ano, divulgada nesta sexta-feira (30) pelo Ministério da Economia, prevê redução no reajuste previsto para o salário mínimo – que aumentaria para R$ 1.040, a partir de janeiro do ano que vem, e que agora será corrigido para R$ 1.039 – a ser pago em fevereiro.

A fixação do valor do salário mínimo de 2020 com a correção somente pela inflação, sem aumento real, é o pior cenário vivido pelos trabalhadores nos últimos anos. O governo ainda não definiu se essa será a política adotada para os próximos anos. A equipe econômica de Bolsonaro ainda se mostra perdida e, se de fato estabelecerem tal política de reajuste, a classe trabalhadora sentirá no bolso os efeitos do maior retrocesso nos ganhos dos últimos anos. “Temos até dezembro desse ano para estabelecermos a política de salário mínimo”, disse o secretário especial de Fazenda do Ministério da Economia, Waldery Rodrigues.

Estabelecida pela então presidente Dilma Rousseff, a política de aumentos reais vinha sendo implementada nos últimos anos e reajustava o salário sempre acima da inflação representando um verdadeiro ganho para o trabalhador. Porém, esses reajustes pela inflação e variação do PIB só ocorreram nos governos de Dilma Rousseff.

Desde a entrada de Michel Temer no Palácio do Planalto, o reajuste concedido ao trabalhador é somente com base na inflação – com o salário mínimo não mais subindo acima da inflação.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami