Bolsonaro mente ao dizer que OMS é contra vacinar adolescentes

247 – Jair Bolsonaro mentiu, durante sua live semanal na noite de quinta-feira (16), ao dizer que a OMS (Organização Mundial da Saúde) é contra a vacinação de adolescentes. 

Ao contrário do que disse o ocupante do Palácio do Planalto, a agência de saúde da ONU reconhece que a vacina da Pfizer contra Covid-19 pode ser aplicada em jovens a partir de 12 anos, informa o UOL.

A mentira de Bolsonaro foi dita algumas horas depois de o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, ter ordenado suspender a vacinação de adolescentes , determinação que foi feita por pressão de Bolsonaro.

Em contraste flagrante com mais essa ação negacionista do governo de extrema direita, a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) mantém a autorização da vacinação em adolescentes.

As orientações públicas da OMS não são contrárias à vacinação em adolescentes. Por isso, é mentirosa a afirmação de Bolsonaro de que “a OMS é contra a vacinação entre 12 e 17 anos.”

“Crianças e adolescentes têm a tendência de apresentar casos mais leves em comparação a adultos, então a não ser que sejam parte de um grupo de risco da covid-19, é menos urgente vaciná-los do que em relação a pessoas mais velhas, estados crônicos de saúde e profissionais de saúde”, é o que diz um comunicado da OMS atualizado em julho deste ano, completamente diferente da alegação de Bolsonaro.

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami