Bolsonario despreza aliados e eleitores acreanos; não manda um real para obras

Foi de pouca valia a votação gigante do Acre, em temos proporcionais.

De menor valor ainda teve o apoio de políticos acreanos ao Bolsonaro.

Ou seria “Bolsonario”?

Bolsonaro ou “Bolsonario”, o fato é que dos muitos bilhões que o governo federal prevê para investimentos no país, não vai cair um real nos bolsos do Estado.

A constatação está no Plano de Investimento em obras, apresentado pelo governo no Senado.

Isso demonstra pouco caso presidencial com o Estado que lhe deu quase 80% do votos.

Revela ainda a falta de prestígio dos seus aliados.

A postura do “Bolsonario” não me surpreende.

Historicamente, o governo federal sempre virou as costas para o Brasil profundo.

Essa é a verdade.

O Acre só teve dois presidentes que olharam para ele: Lula e Dilma.

Lula sempre foi um grande amigo do Acre.

Era amigo dos políticos que conduziam os destinos dos acreanos.

Veio ao nosso Estado dezenas de vezes.

Diziam até que ele tinha casa no Conjunto Tucumã.

“Bolsonario” veio uma vez para participar de mais um dos seus shows de horrores.

Não tem compromisso.

Como não tem compromisso, não se sente na obrigação de liberar recursos.

As obras do governo do rapaz serão executadas com o R$ 1,3 bilhão que o Tião Viana deixou.

E o cara ainda fala mal do antecessor.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami