Auditor fiscal Ednaldo Vieira não foi convidado para assumir secretaria adjunta na Sefaz; demissão de Semirames Dias gera incerteza e boatos

Seria um nome para dar aspecto de seriedade, credibilidade e eficiência na Secretaria de Estado de Fazenda (Sefaz).

Também ajudaria a melhorar a conturbada relação com os servidores do Fisco Estadual. E com a classe empresarial.

Mas até às 19 horas desta segunda-feira nenhum convite foi feito ao auditor fiscal aposentado Francisco Ednaldo Vieira para ocupar cargo na administração pública.

Setores da imprensa especularam que ele seria secretário adjunto de Fazenda.

O Portal do Rosas entrou em contato com pessoas próximas a Vieira, que está afastado das funções públicas há cinco anos, e foi informado de que não houve contato.

Segundo a fonte, o auditor fiscal disse estar lisonjeado com a lembrança do seu nome, mas teria que refletir muito caso fosse convidado.

O nome de Vieira foi muito bem aceito pela classe empresarial e os servidores.

O governo Gladson Cameli abriu mais uma crise com o pedido de exoneração da secretária Semirames Dias, alegando problemas pessoais.

Após aceitar o pedido, ter assinado o decreto de exoneração e de ter posto o odontólogo Alysson Bestene para cuidar das finanças do Estado, o governador pediu para Dias permanecer.

Nos corredores da Sefaz existe aposta pela permanência de Semirames Dias, também especula-se o nome do atual chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami