Atenção, órgãos de controle! Até quando o governador vai manter a Saúde em estado de calamidade?

É gritante o silêncio dos órgãos de controle, diante do que o governo do Estado vem fazendo.

Várias são as trapalhadas sem que a sociedade fique sabendo sobre qualquer ação de órgãos como o Tribunal de Contas e o Ministério Público.

Um dos principais absurdos veio no Diário Oficial de hoje.

Como de não tivesse que dar satisfação a ninguém, o governador Gladson Cameli prorrogou por mais 90 dias a situação de calamidade pública no serviço estadual de Saúde.

O primeiro decreto foi publicado em fevereiro.

Nos primeiros 90 dias o que foi visto está longe de demonstrar que o governo tem competência para dar respostas ao que a sociedade precisa.

A administração Gladson Cameli realizou um processo seletivo para a contratação de pessoal eivado de irregularidades.

É tanto que foi cancelado, após denúncia publicada aqui no Portal.

Não se viu um processo aberto para penalizar os responsáveis pelas fraudes.

Não se vê, por parte da Secretaria de Estado de Saúde, o interesse em realizar processo de licitação.

As dispensas de licitação deixaram de ser exceção para virarem regra.

O decreto tem validade por outros 90 dias, podendo ser prorrogado por igual período.

A bem da transparência e da legalidade, os órgãos de controle não podem continuar assistindo, enquanto pessoas estão morrendo nas unidades.

Também é fundamental acompanhar como os processos para aquisição de medicamentos e equipamentos estão acontecendo.

É o mínimo a ser feito.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami