Arquivo do Façanha traz imagens do I Prêmio Campos Pereira-2005

POR MANOEL FAÇANHA

O “Arquivo do Façanha”, neste domingo (28), vai trazer imagens do I Prêmio Campos Pereira-2005, batizado, na época, de Oscar do esporte acreano pelo fato de premiar dezenas de atletas de diversas modalidades com troféu e certificado. Uma viagem na história.

Mas antes de contar essa história, eu quero contar um pouco da trajetória de uma entidade esportiva cinquentenária.


A Associação dos Cronistas Esportivos do Acre (Acea) foi criada em 1967, mas naquela época, a entidade respondia pelo nome de Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Acre (Acleac). Ocorre que, ao longo dos anos, a entidade passou a se chamar Associação dos Cronistas Esportivos do Acre (Acea) e quando comecei a minha militância de dirigente associativo, a convite do cronista esportivo Chico Pontes, na condição de ajudá-lo a credenciar os colegas da mídia esportiva junto à Abrace, isso lá pelos anos de 1999, não sabia quase nada a respeito da entidade.


Os anos se passaram e, após minha participação na busca de reconstruir a entidade, resolvi sair candidato a presidente, mas antes resolvi modernizar o estatuto e criar uma CNPJ para a entidade. Feito isso, com a anuência do então presidente da entidade, Francisco das Chagas Pontes, resolvi abrir processo eleitoral e fui eleito por unanimidade.


Em dezembro de 2003 apresentamos nossas propostas, sendo que uma delas era a criação do site da Acea. No entanto, a partir de 2003, a entidade voltou participar dos congressos brasileiros de cronistas esportivos com a participação brilhante do cronista esportivo Francisco Dandão, em atividade realizada na cidade de Belém-PA. Um ano depois, eu e o professor Dandão participamos do Congresso da Abrace, realizado em João Pessoa-PB.


Legalizado junto à Abrace e com todas as documentações em dias perante as autoridades, resolvemos então apresentar projeto na Lei de Incentivo ao Esporte do Governo do Estado. Nosso projeto, esse idealizado alguns anos antes pelo próprio cronista esportivo Campos Pereira, falecido em 2004, foi aprovado sem nenhuma ressalva.


A partir daí, minha missão foi desenvolver as questões técnicas do projeto, juntamente com todos os integrantes da crônica esportiva. O grupo Arasuper, liderado pelos meus amigos e empresários Adem e Aldenor Araújo, acreditaram na ideia e foram nossos co-patrocinadores.
No primeiro dos sete prêmios Campos Pereira, o vencedor foi o ciclista Santos Vidal. A atleta revelação foi a nadadora Alecsandra Camargo (AABB). Veja a seguir imagens do primeiro prêmio na lente Mauro Maciel/Arquivo Manoel Façanha.


Mas, o maior prêmio, para mim e para o então meu vice-presidente da Acea, professor Francisco Dandão, ocorreu no Congresso Brasileiro de Cronistas Esportivos, ocorrido em 2006, na cidade de Joinville-SC, quando, após apresentamos um vídeo da primeira edição do I Prêmio Campos Pereira, fomos aplaudidos de pé pelo plenário, num pedido solicitado pelo presidente da Associação dos Cronistas Esportivos de Minas Gerais, Dirceu Pereira, hoje morando no céu.

Leia e acompanhe as notícias acreanas no site Na Marca da Cal.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami