ARQUIVO DO FAÇANHA: conheça a história da Corrida Diário do Esporte

MANOEL FAÇANHA

O programa Diário do Esporte, noticiário que marcou época no telejornalismo esportivo acreanodurante o período entre 1999 até meados de 2005, não somente fez história, mas também, ajudou e muito a impulsionar o desporto local. O programa contava com cronistas esportivos que atuavam diariamente na linha de frente das coberturas e eramapoiados por uma equipe técnica de profissionaisqualificados. Alberto Casas, Michael Jackson, Paulo Roberto Araújo, Marcio Nunes, Manoel Façanha, José Humberto, Chico Galo entre outros, faziam parte dessa equipe. 

Como surgiu a ideia da criação da prova

Nas festividades de comemoração de um ano doprograma surgiu, então, a ideia da realização de uma corrida – antes, o Complexo de Comunicação O Rio Branco já havia criado a prova Cristiano Mendes de Assis, numa homenagem ao pai do empresário Narciso Mendes, proprietário do referido organismo,que exibia o programa esportivo.

O jornalista Alberto Casas, então apresentador do programa, explicou que o objetivo da corrida era não somente fazer uma grande festa de aniversário doprimeiro ano do programa, mas também incentivar as provas de corrida de rua.

Com chamadas diárias para o evento e a popularização do jargão do programa no meio da comunidade esportiva: “Eu Também Sou Amigo do Esporte”, a primeira edição da “Corrida Diário do Esporte”, ocorrida no dia 9 de dezembro de 2000, foi um sucesso e contou com centenas de participantes, além do apoio de empresários e também da Federação Acreana de Atletismo, bem como transmissão ao vivo.

Marcio Nunes, Michael Jackson, Alberto Casas, Paulo Roberto e Manoel Façanha, todos da equipe do Diário do Esporte. Foto/Acervo Manoel Façanha.

Gaguinho e Formiguinha dominam bem a prova

Nesta primeira edição, a prova contou com um percurso de 10 quilômetros e foi disputada pelas principais ruas e avenidas de Rio Branco. O primeiro vencedor da Corrida Diário do Esporte foi o atleta José Arnaldo (Gaguinho). Ele completou o percurso com o tempo de 35’ 18”, 12 segundos à frente do segundo colocado, F. Lima. Dênis Santana (33’57”) chegou na terceira posição. Cláudio Roberto (36’44”) e o saudoso Vildomar de Paulo (37’36”) chegaram na quarta e quinta posições da prova, respectivamente.

No naipe feminino, a vencedora da primeira edição da prova foi a jovem Josilene Pessoa (Formiguinha). Ela completou os 10 quilômetros com o tempo de 43’ 36”, 16 segundos à frente da segunda colocada, Roselane Alves. Vânia Nonata fechou a prova em terceiro, cinco segundos após a segunda colocada. Maria José (48’00”) e Shirlene Rodrigues (48’30”)chegaram na quarta e quinta posições, respectivamente.

Logo após a vitória e a solenidade de premiação, Gaguinho declarou que os adversários valorizaram bastante a sua vitória e confidenciou durante entrevista para a imprensa que quase não participou da prova por conta de uma forte gripe. Pela conquista, Gaguinho ganhou um troféu e uma premiação de R$ 250,00.

Com apenas 13 anos e correndo descalça, a fundista Formiguinha, então moradora da cidade do Bujari, fez uma prova perfeita e conseguiu superar a concorrência da experiente Roselane Alves. Na época, ambas polarizaram a disputa pelo posto mais alto pódio do pedestrianismo feminino. 

Por equipe, o Corpo de Bombeiros venceu a prova, puxando pelos bons resultados dos fundistas F. Lima e Cláudio Roberto, segundo e quarto colocados no naipe masculino. Na segunda posição chegou a equipe da Escola Santiago Dantas.

A jovem fundista Formiguinha, então moradora da cidade do Bujari, venceu a primeira Corrida Diário do Esporte. Foto/Acervo Manoel Façanha.
O fundista José Arnaldo (Gaguinho) venceu a primeira Corrida Diário do Esporte. Foto/Acervo Manoel Façanha.
Pódio masculino da I Corrida Diário do Esporte. Da esquerda para a direita: Cláudio Roberto, F. Lima, José Arnaldo (Gaguinho), Dênis Santana e Vildomar de Paulo. Foto/Acervo Manoel Façanha.
Pódio feminino da I Corrida Diário do Esporte. Da esquerda para a direita: Shirlene Rodrigues, Roselane Alves, Josilene Pessoa (Formiguinha), Vânia Nonata e Maria José. Foto/Acervo Manoel Façanha.

II edição da prova ganha apoio do grupo Araújo

Largada da II edição da Corrida Diário do Esporte/Araújo, ocorrida dia18 de novembro de 2001. Foto/Acervo Manoel Façanha.

O sucesso da primeira edição da Corrida Diário do Esporte trouxe consigo o apoio da então rede de Supermercados Araújo, hoje Arasuper. Com isso, asegunda edição da prova passou a se chamar “Corrida Diário do Esporte/Araújo” e o percurso pulou de dez para 14 quilômetros.

Realizada no dia 18 de novembro de 2001 pelas principais ruas e avenidas da cidade de Rio Branco, a prova contou com 300 participantes. O seleto grupo de atletas, composto por José Arnaldo, Dênis Santana, José Pessoa, Cláudio Roberto e F. Lima,aos poucos, foi se distanciando do pelotão intermediário. Porém, nos últimos 600m, a briga pela primeira posição ficou polarizada entre Dênis Santana e José Arnaldo, com o primeiro vencendo a prova com o tempo de 44’46”, 14 segundos de vantagem sobre Gaguinho. José Pessoa (46’38”), Cláudio Roberto (47’00”) e F. Lima (48’40”)cruzaram a linha de chegada na terceira, quarta e quinta posições, respectivamente.

Com ares de felicidade, o vencedor Dênis Santana resumiu a vitória em apenas uma frase: “Vencer José Arnaldo era um sonho e ele acabou sendorealizado”, comentou o vencedor.

Entre as mulheres, a prova mais uma vez foi vencida com folga pela atleta Josilene Pessoa (Formiguinha). Ela cruzou os 14 quilômetros com tempo de 57 minutos contra 59’49” de Roselane Alves. Maria José (1h00’58”), Vânia Nonata (1h03’54”) e Luciana Oliveira (1h09’18”) foram, respectivamente, a terceira, quarta e quinta colocadas na prova.

Dênis Santana (centro) venceu a II edição da prova. Gaguinha (E) e José Pessoa (D) foram, respectivamente o segundo e terceiro colocados.

Na terceira edição da “Corrida Diário do Esporte” surge um novo campeão de provas de ruas. O jovem atleta Fabiano Oliveira, então com 16 anos, era, na época, uma verdadeira promessa do atletismo acreano e durante a prova mostrou todo esse talento.

Naquele ano, a prova foi realizada dia 23 de novembro de 2002. Fabiano Oliveira largou bem e com ele a responsabilidade de defender um terceiro lugar no Campeonato Sul-americano – categoria Menor, contra Dênis Santana, José Arnaldo e F. Lima.

Com fôlego de campeão, ele não teve dificuldades para superar os rivais. Fabiano Oliveira fechou os 15 quilômetros de prova com o tempo de 52’39”, 38 segundos à frente do segundo vencedor da prova, o atleta Dênis Santana. O veterano F. Lima chegou na terceira posição com o tempo de 55’52”.

No naipe feminino, a prova não contou mais com a vencedora das duas primeiras edições. A atleta Josilene Pessoa (Formiguinha) resolveu abandonar a carreira e seguir a vida fora do atletismo. Com isso, a experiente Roselane Alves não teve grande dificuldade para vencer a corrida com tempo de 1h07’30”, 20 segundos à frente da segunda colocada, Maria José. Vânia Nonata cruzou em terceiro com o tempo de 1h12’57”.

Com fôlego de campeão, Fabiano Oliveira fechou os 15 quilômetros de prova com o tempo de 52’39. Foto/Manoel Façanha.

Fabiano Oliveira e Roselane Alves levam o bicampeonato

Os favoritos Fabiano Oliveira e Roselane Alves não decepcionaram e foram os vencedores da quarta edição da “Corrida Diário do Esporte/Araújo”, evento ocorrido no dia 1º de novembro de 2003 ecom a participação de 150 atletas.

A prova praticamente foi decidida na primeira curvado percurso (TCE). Fabiano Oliveira e José Arnaldo e alguns participantes anônimos fizeram um início de corrida alucinante, mas já nas proximidades do 7º BEC, somente Fabiano Oliveira, José Arnaldo e F. Lima estavam na mesma balada, deixando para trás Dênis Santana.

Nas imediações do Supermercados Araújo, próximo a AABB, Fabiano apressou o passo e conseguiu abrir uma pequena vantagem em relação ao inseguro José Arnaldo, enquanto F. Lima e Dênis Santana pouco apresentaram alguma reação para chegar na briga pela liderança da prova.

Com pouco mais de 20 minutos de prova (Av. Antônio da Rocha Viana), Fabiano Oliveira resolveu apertar de vez o ritmo e, aos poucos, conseguiu abrir uma vantagem de quase 100 metros em relação ao rival José Arnaldo. Daí em diante, não se teve mais dúvidas: o bicampeonato da prova estava garantido.  Porém, na entrada do Parque da Maternidade, o líder Fabiano Oliveira sentiu forte dores abdominais e quase ameaçou abandonar a prova, mas resistiu e seguiu firme até cruzar a linha de chegada (49’52”)com quase um minuto de vantagem em relação ao segundo colocado José Arnaldo, esse fechando a prova com 50’48”. F. Lima (51’31”), Dênis Santana (52’02”), Cleudimar Matos (52’45”) e Walmiro Mendes (53’15”) foram, respectivamente, o terceiro, quarto, quinto e sexto colocados.

A primeira mulher a cruzar a linha de chegada ficou a 13 muitos do tempo do vencedor Fabiano Oliveira. A proeza coube à experiente Roselane Alves(1h00’57”), enquanto a segunda colocada, Maria Lúcia, completou a prova com 24 segundos atrás da campeã. Vânia Nonata (1h12’57”), Gilmara Bandeira e Janaína Bregense foram, respectivamente, terceira, quarta e quinta colocadas na prova.

Premiação

Uma premiação de R$ 2 mil reais foi distribuída pela direção da Federação Acreana de Atletismo e promotores da prova aos primeiros colocados. O campeão Fabiano Oliveira, além de garantir troféu e medalha pelo bicampeonato, ainda levou R$ 550,00, enquanto José Arnaldo, segundo colocado, também levou troféu e medalha e uma premiação de R$ 350,00. F. Lima levou R$ 200,00, Dênis Santanaembolsou R$ 100,00, enquanto Claudemir Lopes R$ 50,00.

No feminino, a bicampeã Roselane Alves garantiu premiação de R$ 350,00 + troféu e medalha. A segunda colocada, Maria Lúcia levou como premiação um troféu, uma medalha e mais R$ 200,00. Vânia Nonata, terceira colocada, foi agraciada com troféu e medalha e uma quantia de R$ 100,00. Gilmara Bandeira e Janaina Bregense, quarta e quinta colocadas, respectivamente, foram premiadas com medalhas e R$ 50,00.

Surge um novo campeão na V Corrida Diário do Esporte/Araújo

Cerca de 300 participantes se preparam para a largada da V edição da Corrida Diário do Esporte/Araújo. Foto/Manoel Façanha.
Muitos atletas anônimos largam na dianteira no primeiro quilômetro de prova. Foto/Manoel Façanha.
: O taraucaense Evandro Saraiva disputou a corrida com sede de vitória. Foto/Manoel Façanha.

O reinado do atleta Fabiano Oliveira nas provas de fundo pelas ruas e avenidas de Rio Branco cairia de vez durante a 5ª edição da “Corrida Diário do Esporte/Araújo”. O atleta Evandro Saraiva, então treinado pelo professor Walmiro Mendes, não somente colocou o campeoníssimo da prova Fabiano Oliveira de lado, como também vários atletas do vizinho estado de Rondônia, em prova realizada no dia 27 de novembro de 2004.

Os jornalistas Alberto Casas e Jorge Said (TV Rio Branco/SBT) durante abertura da transmissão da V Corrida Diário do Esporte/Araújo. Foto/Manoel Façanha.
O então secretário de Esportes, professor José Alício é entrevista pelo jornalista Jorge Said. Foto/Manoel Façanha.

Na sua estreia na prova, o acreano Evandro Saraiva superou até mesmo a concorrência dos rondonienses. Foto/Manoel Façanha.

Revelado para o atletismo naquele ano, o taraucaense tinha sede de vitórias e já havia provado isso com a conquista da prova de aniversário de 60 anos da Rádio Difusora Acreana. A prova era dura e contava com 300 participantes e durante o percurso, a liderança foi compartilhada entre o acreano Dênis Santana e o rondoniense Juarez de Souza. No entanto, numa surpreendente recuperação, o acreano Evandro Saraiva assumiu a liderança da prova nas proximidades da loja do Supermercados Araújo/Estação Experimental para cruzar a linha de chegada dos 15 quilômetros de prova com uma vantagem de 21 segundos (51’23”) em relação ao segundo colocado, o rondoniense Juarez de Souza. O terceiro a cruzar a linha de chegada foi o xapuriense Maurício Ferreira (53’21’). Alcimar Sales (53’36”) e Fabiano Oliveira (54’14”) foram, respectivamente, o quarto e quinto colocados.

Na disputa feminina, a rondoniense Marinalva Costa fechou a prova na primeira posição (1h07’22”). Atleta de ponta da região Norte, ela terminou a corrida com quase três minutos de frente em relação à segunda colocada, a acreana Vânia Nonata (1h10’13”). Marinete Alves-AC (1h21’28”), Maria Oneide-AC (1h28’40”) e Janaína Breguenso-AC (1h35’27”) foram a terceira, quarta e quinta colocadas, respectivamente.

Corrida contou com cobertura, ao vivo, da Rádio Difusora Acreana. Os cronistas esportivosRaimundo Fernandes e Deise Leite foram flagrados trabalhando do porta mala. Foto/Manoel Façanha.

Sabia que venceria, diz Evandro Saraiva

Então na sua segunda prova oficial, o franzino Evandro Saraiva, atleta da equipe do Mirim, declarou à reportagem de O Rio Branco que sabia que a vitória seria sua. “Fiz uma preparação perfeita durante várias semanas e a tática para vencer a provafoi aplicada no momento certo como o planejado por mim e pelo professor Valmiro Mendes (Mirim)”, comentou o vencedor da prova.

Segundo colocado na prova, o rondoniense Juarez Souza fez elogios à performance de Evandro Saraiva. “O Evandro está em grande fase e acima de tudo demostrou talento”.

Evandro Saraiva comemora no alto do pódio o título da V corrida Diário do Esporte/Araújo. Foto/Manoel Façanha.

Marinalva dedica título para filho de Roselane

Feliz com a conquista da prova no Acre, a rondoniense Marinalva Costa não somente cumpriu com a promessa de disputar a corrida, mas também dedicou o título da prova para o pequeno Lucas, filho da então bicampeã da corrida, a atleta Roselane Alves. Lembrando que o garoto Lucas foi vítima de uma fatalidade na época.

Marinalva Costa cumpriu com a promessa de disputar a V Corrida Diário do Esporte/Araújo.
Marinalva Costa comemora a primeira posição no pódio, juntamente com Vânia Nonata, Marinete Alves e Maria Oneide-AC. Roselane Alves (E) não disputou a prova. Foto/Manoel Façanha.
As atletas Roselane Alves e os filhos com Marinalva Costa após uma disputa da “Corrida Chico Mendes”. Foto/Manoel Façanha.

Premiação

Na sua 5ª e última edição, a corrida “Diário do Esporte” distribuiu R$ 3.500 em premiação aos primeiros colocados.

O empresário Adem Araújo era um dos grandes incentivadores da Corrida Diário do Esporte/Araújo. Foto/Manoel Façanha.

RETROSPECTO DOS VENCEDORES

 

I CORRIDA DIÁRIO DO ESPORTE

DATA: 09/12/2000

PERCURSO: 10 KM

MASCULINO

1 °) José Arnaldo……………….35’18”

2°) F. Lima………………………..35’30”

3°) Dênis Santana…………….35’57”

FEMININO

1 °) Josilene “Formiguinha”..43’36”

2 °) Roselane Alves……………43’52”

3 °) Vânia Nonata………………46’57”

 

II CORRIDA DIÁRIO DO ESPORTE

DATA: 18/11/2001

PERCURSO: 14 KM

MASCULINO

1 °) Dênis Santana…………….44’46”

2°) José Arnaldo………………..45’00”

3°) José Pessoa…………………46’38”

FEMININO

1 °) Josilene “Formiguinha”..57’00”

2 °) Roselane Alves……………59’49”

3 °) Maria José………………1h00’58”

 

III CORRIDA DIÁRIO DO ESPORTE

DATA: 23/11/2002

PERCURSO: 15 KM

MASCULINO

1 °) Fabiano Oliveira………….52’39”

2°) Dênis Santana……………..53’17”

3°) F. Lima………………………..55’52”

FEMININO

1 °) Roselane Alves…………1h07’30”

2 °) Maria José………………..1h07’50”

3 °) Vânia Nonata……………1h12’57”

 

IV CORRIDA DIÁRIO DO ESPORTE

DATA: 01/11/2003

PERCURSO: 15 KM

MASCULINO

1 °) Fabiano Oliveira………….49’52”

2°) José Arnaldo………………..50’48”

3°) F. Lima………………………..51’31”

FEMININO

1 °) Roselane Alves…………1h02’57”

2 °) Maria Lúcia………………..1h03’21”

3 °) Vânia Nonata……………1h08’05”

 

V CORRIDA DIÁRIO DO ESPORTE

DATA: 27/11/2003

PERCURSO: 15 KM

MASCULINO

1 °) Evandro Saraiva………….51’23”

2°) Juarez de Souza………….51’44”

3°) Maurício Ferreira………..53’21”

FEMININO

1 °) Marinalva Costa…………1h07’22”).

2 °) Vânia Nonata……………..1h10’13”

3 °) Marinete Alves……………1h21’28”

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami