Após negociar voto com Bolsonaro e trair Rodrigo Maia, Alan Rick comemora vitória de Lira

Por Fábio Pontes

O deputado federal Alan Rick esteve no centro das atenções da grande imprensa brasileira como um dos integrantes do Democratas (DEM) que se venderam na disputa pela presidência da Câmara.

Em troca de emendas oferecidas pelo Planalto, Rick deu a rasteira em Rodrigo Maia (DEM-RJ) e abandonou a candidatura de Baleia Rossi (MDB-SP), o candidato oficial do então presidente da Casa, como também do próprio partido.

De acordo com reportagem do jornal “O Estado de São Paulo”, o democrata nada leal estava na planilha elaborada pelo Planalto para comprar apoio à candidatura de Arthur Lira (PP-AL), eleito ontem o sucessor de Maia.

Do Acre, ainda estão na lista Mara Rocha (PSDB) e Wanda Milani (SD). Lógico que o nome dos três na seleta lista não é nenhum surpresa. Alan Rick e Mara Rocha são bolsonaristas de carteirinha, apoiadores do governo cuja política de enfrentamento à pandemia resulta na morte de 225 mil brasileiros e brasileiras.

A cara-de-pau na política está tão descarado, que Alan Rick usou suas redes sociais para comemorar a vitória de Lira, postando uma foto ao lado do alagoano.

Enquanto isso, seu ex-aliado Rodrigo Maia chorava a derrota de Rossi. Traição não é novidade na carreira política de Rick.

Em 2014 foi eleito deputado federal pelo bloco da Frente Popular, jurando toda lealdade do mundo ao então governador Tião Viana (PT).

Perto da eleição de 2018, vendo que o barco do PT iria naufragar sem deixar sobreviventes, foi o primeiro a pular fora, não deixando um único colete salva-vidas para quem lá ficou. Agora, Rodrigo Maia foi sua nova vítima.

Cuidado, governador Gladson Cameli!

Vossa excelência pode ser o próximo.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami