Após falar sobre cartel na Saúde, Cameli apela em áudio pedindo ajuda dos profissionais

“Gladson Cameli acha que as suas palavras são mágica”.

Foi com a frase acima que uma servidora da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre) reagiu ao ouvir áudio em que o governador enviou aos profissionais da área.

Em tom aparentemente humilde, o rapaz revela estar na presença de uma prima chamada Claudete e pede a dedicação de todos.

A prima e amiga do governador é técnica em enfermagem. Ganha uma gratificação de R$ 2,5 mil e, segundo fonte do Portal do Rosas, é servidora dedicada.

“Ela sempre quis o bem do sistema. No entanto, é instrumentadora no centro cirúrgico do Huerb. Os colegas delas, certamente, não recebem esse valor”.

O problema, de acordo com a fonte, é que a Saúde não precisa apenas de palavras.

É fundamental ter ação, haja vista que falta até luvas cirúrgicas e fios de sutura no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

O Cameli do áudio é totalmente diferente do que pôs os trabalhadores e gestores em xeque, quando afirmou existir um cartel dentro da Saúde pública do Acre.

Resta saber em qual das versões acreditar.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami