Apoiadores de Gladson e Rocha, policial penais dizem que  governo do Estado virou as costas para a categoria

Apoiadores de Gladson e Rocha, policial penais dizem que governo do Estado virou as costas para a categoria

Nas eleições de 2018, a maioria dos Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen) acreditou na propostas de mudança, votou e apoiou a chapa de Gladson Cameli e Wherles Rocha.

Não demorou muito para perceberem que o real e a fantasia se separam no final.

Em menos de dois anos, a categoria diz que o governo que ajudou a eleger virou as contas para as suas reivindicações.

Em nota, o presidente da Associação do Polícias Penais diz: “A Polícia Penal do Acre pede socorro. Os policiais penais do Acre e suas famílias clamam pelo olhar sensível da Administração Pública”.

Veja a nota

OS POLÍCIA PENAL

A Associação dos Servidores do Sistema Penitenciário do Acre (Asspen) vem a público repudiar os reiterados atos de descaso da direção do Instituto de Administração Penitenciária do Acre (Iapen), bem como do Governo do Estado do Acre com a categoria policial penal.

O Iapen “vende” uma imagem ao público externo de valorização da instituição e dos servidores em geral, no entanto, não é o que acontece na prática.

O banco de horas é diminuído e o efetivo reduzido a cada dia, com equipes de no máximo 7 policiais penais para cuidar de vários prédios. As guaritas estão desativadas e em péssimas condições de trabalho.

O Governo do Estado virou as costas para os policiais penais do Acre, ignorando a aprovação da nossa Lei Orgânica, engavetada há meses, além de pautas de primeira ordem para a categoria, como o soldão e os prêmios de valorização atrasados.

O Governo do Estado e a direção Iapen vivem de promessas, mas promessas não pagam contas, tampouco colocam comida à mesa das milhares de famílias de policiais penais acreanos.

A Polícia Penal do Acre trabalha todos os dias em situação de risco, além daqueles inerentes à profissão, temos os provocados pela má gestão, como falta de EPI e protocolos de segurança, em virtude da pandemia de Covid-19.

O sentimento refletido nesta nota, é o pesar dos nossos associados, que vivem com o desprazer de serem preteridos por um governo que ajudamos a eleger.

A Polícia Penal do Acre pede socorro. Os policiais penais do Acre e suas famílias clamam pelo olhar sensível da Administração Pública.

A Asspen, no exercício do seu dever precípuo de representação, não se furtará do combate, pois uma gestão só é boa, quando atinge a todos.

Menos redes sociais, menos mídias, mais trabalho, mais valorização!

Eden Alves Azevedo
Presidente da Asspen

Leonildo Rosas

Related Posts

Dica de Segurança: Delegado Nilton Boscaro orienta sobre o “Golpe do anúncio duplicado”

Dica de Segurança: Delegado Nilton Boscaro orienta sobre o “Golpe do anúncio duplicado”

VÍDEO: Delegado Nilton Boscaro orienta sobre o golpe do boleto

VÍDEO: Delegado Nilton Boscaro orienta sobre o golpe do boleto

Camionetes adquiridas pela Segurança Pública do Acre estão paradas por falta de revisão

Camionetes adquiridas pela Segurança Pública do Acre estão paradas por falta de revisão

Secretário de Segurança nega que pessoas e carros serão impedidas de circular no fim de semana

Secretário de Segurança nega que pessoas e carros serão impedidas de circular no fim de semana

No Comment

Deixe uma resposta