Ao trazer Alysson Bestene de volta para a Saúde, Gladson mostra a falta de rumo do governo; médica Paula Mariano será subsecretária

No mundo da fantasia, qualquer caminho serve para quem não sabe onde quer chegar.

Desde janeiro, quando assumiu os destinos do Acre, Gladson Cameli vive o dilema de Alice no país das maravilhas. Ele não sabe para onde vai. E muito menos onde quer chegar.

E essa indefinição de caminho a ser seguido impacta negativamente nas vidas de milhares acreanos e acreanas.

No popular, o governador está mais perdido do que cachorro quando cai de caminhão de mudança.

Demonstra a cegueira de rumo a cada gesto. O caso da Saúde é emblemático.

No início do mês de junho, Cameli demitiu o odontólogo Alysson Bestene do posto de secretário de Estado de Saúde.

Disse que precisava despolitizar a Saúde pública do Estado e foi buscar em Brasília a médica pediatra Mônica Kanaan. Declarou, ainda, que Bestene não deu as respostas que o cargo exige.

Kanaan assumiu cheia de pompa e arrogância. Trouxe um exército de coronéis para lhe ajudar na gestão. Fracassou política e tecnicamente.

Comprovada a militarização da Saúde, o governador Alice não acordou para a realidade. Declarou que trará de volta ao posto de secretário aquele que não deu certo.

O que Alysson Bestene melhorou tanto no período em que esteve fora? Isso é o que a população terá oportunidade de saber.

Bestene terá ao seu lado a médica cardiologista Paula Mariano, que trabalhou bem no governo passado.

Haja coração para tanto descaminho de Cameli.

Está na hora de acordar, Alice!

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami