Antes de morrer, motorista de Petecão pediu socorro: “Aqui a gente não toma remédio, a gente fica esperando o oxigênio que não vem”, clamou

Raimundo Nonato Lima, o Doca Lima, foi a óbito ontem em consequência da Covid-19.

Doca Lima estava internado no Into-Covid.

Pouco dias antes de morrer, o motorista do senador Sérgio Petecão (PSD) enviou um áudio à sua filha em tom desesperador.

Ele pede para ser retirado da unidade, pois não estaria recebendo o tratamento adequado.

“Aqui a gente não toma remédio, fica esperando o oxigênio que não vem”, clamou.

Doca não foi retirado com vida. Até porque ali é uma caixa preta que precisa ser aberta.

O seu sepultamento acontecerá hoje à 16 horas.

O áudio pode servir de alerta para que as autoridades acompanhem o que está acontecendo no hospital de referência.

Ouça o áudio que ele enviou à sua filha, obtido com exclusividade por este Portal:

Atualização:

O Portal recebeu a seguinte mensagem da direção do Into:

Bom dia, Léo!
Com relação à matéria que publicou ouça novamente e com calma o audio e perceba que há o som da saída de oxigênio ao fundo junto com a voz de alguém que orienta o que dizer.


O mesmo informa que está em VNI que é um procedimento de oferta de O2 sob pressão.


Sei que não faz parte do grupo que desinforma.


Solicito que repise o que recebeu e tire suas próprias conclusões.


Dito de outra forma: todo o tratamento dispensado está registrado no prontuário do paciente.


Forte abraço.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami