Ano letivo começa, mas as aulas não

Após adiar o início do ano letivo de 11 de março, para 18 do mesmo mês, a secretaria de educação demonstrava que algo de errado parecia não estar certo.

Às vésperas do início das aulas, professores aprovados nos concursos para docentes efetivos e provisórios já denunciavam que as aulas não iniciariam na data prevista.

Como previsto, de fato começou, mas falta professores e coordenadores, e no interior a situação é pior, as aulas ainda não iniciaram.

O atual secretário da pasta faturou o erro para gestão passada. Marco Brandão respondeu e o negócio fedeu, veja aqui.

O deputado estadual Daniel Zen denunciou que a convocação dos professores tinha mais a ver com alinhamento político do que pela real colocação no certame.

“Visão de futuro, governo de todos”, o famigerado slogan do governo do rapaz Cameli é tão firme quanto prego na areia.

Por fim, o que fica é o ano completamente comprometido aos alunos da rede estadual, porque estes sim estarão um passo atrás nas provas do IDEB e do ENEM.

A visão é do passado e o governo é para poucos.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami