Alysson “Leitãozinho” Bestene estava na fritura há muito tempo; caiu quando ficou à pururuca

O Leitãozinho estava no fogo há muito tempo.

Em março, este Portal alertou que a sua queda seria questão de pouco tempo.

Para ganhar tempo, ele foi posto em banho-maria desde o início do ano.

A fritura do agora ex-secretário Alysson Bestene começou bem perto dele.

Era coisa doméstica.

Alysson foi uma aposta de Gladson Cameli para fugir dos olhos gordos mirando a Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Os olhos mais abertos para o prédio do falecido Banacre eram os do sexagenário tio do Leitãozinho, o deputado José Bestene.

Cameli queria afastar o Bestene tio, mas não conseguiu.

Assessores do deputado praticamente despachavam na Sesacre, numa explícita demonstração de poder do tio.

O tempo foi passando, Leitãozinho saiu do banho-maria e foi colocado direto no fogo.

Cameli se encarregou de aumentar a pressão, ao centrar força nas declarações sobre ilegalidade na Saúde.

Alysson “Leitãozinho” ficou à pupuruca, pronto para ser servido na bandeja.

Sai em baixa, embora o governador tenha destacado a sua lealdade e que terá o Leitãozinho ao seu lado como homem de confiança.

Alysson Bestene é um rapaz reconhecidamente honesto, mas sai mal na foto quando o governador declara que há um cartel na Sesacre.

Uma declaração dessa deixa qualquer gestor sob suspeita.

Cameli trocou Alysson porque, segundo ele, havia muita ingerência política.

Pelo o que se sabe, o político que mais tinha influência na Saúde é do PP e atende pelo nome de José Bestene.

Alysson Bestene deixa um legado ruim. Sob a sua direção, a Saúde entrou em colapso. Está verdadeiramente em calamidade.

Se fosse possível fazer um trocadilho com o apelido que o governador deu ao seu ex-secretário, poderia ser dito que a Saúde está uma “porcaria”.

Por fim, cabe lembrar um importante detalhe: Cameli chamou Bestene para ser o seu braço direito. A função será de pouca serventia, pois o governador é canhoto.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami