Acusado de matar médico acreano defendia cloroquina, odiava o PT e adorava armas

Acusado de matar com requintes de crueldade o médico acreano Andrade Santana, o também médico Geraldo Freita de Carvalho Júnior era o típico “cidadão de bem”.

Nas suas redes sociais, que foram prontamente apagadas, o médico aparece com cachorro de estimação.

Aparece também com armas de fogo, pois era amante da prática de tiro esportivo.

O acusado de assassinato era feroz crítico do PT e defensor da cloroquina no tratamento da Covid-19.

Geraldo Júnior matou o médico acreano com tiro na cabeça, amarrou uma âncora nos pés e jogou dentro de um rio.

O corpo do médico foi encontrado na manhã desta sexta-feira 28.

De acordo com os investigadores, a Polícia Civil coletou informações, com imagens de câmeras, que comprovam que o suspeito fez uma compra do objeto usado para afundamento recentemente.

Ele foi preso em Feira de Santana. ainda não há indicativo de motivação para o crime. “Nos autos, não há prova de qualquer tipo de animosidade entre autor e vítima”, afirmou o delegado Roberto Leal, da 1ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Feira).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami