Acre elege Marcio Bittar para tirar dinheiro da Saúde e da Educação de mais de 200 milhões de brasileiros

O Acre é um dos menores colégio eleitorais do país. Não tem 1% do eleitorado brasileiro.

Mas no Senado da República, com três senadores, tem o mesmo peso de São Paulo, por exemplo.

Por isso, há uma importância gigante na eleição de um senador.

Não se deve questionar o voto. Esse é um dos pilares da democracia.

Os efeitos do voto, isso sim, devem e podem ser questionados.

Eleito pelo minúsculo estado do Acre , o aventureiro Marcio Bittar (MDB) poderá levar os brasileiros à uma aventura sem volta, com prejuízos irreparáveis ao presente e, principalmente, ao futuro.

Disposto a tudo para agradar ao presidente da República, Jair Bolsonaro, a fim de um dia se tornar ministro, Bittar é relator da PEC Emergencial e simplesmente quer acabar com os gastos mínimos com a Saúde e a Educação.

Como se trata de uma PEC, é necessário o apoio de pelo menos 49 senadores e 308 deputados em dois turnos de votação na Câmara e no Senado.

A Constituição hoje exige que estados e municípios apliquem ao menos 25% de sua receita resultante de impostos e transferências na manutenção e no desenvolvimento da Educação.

Na Saúde, o percentual mínimo é de 12% da receita para estados e 15% para municípios.

O relatório da Bittar vem num momento é que o Sistema Único de Saúde (SUS) se mostra fundamental no atendimento dos pacientes atingidos pela pandemia da Covid-19.

Os recursos “carimbados” para a Educação são fundamentais em um país onde a desigualdades sociais são gritantes e os mais excluídos encontra no estudo oportunidades para buscarem novos caminhos.

Marcio Bittar, um obscuro politico que ganhou um mandato no Acre, pode, com o aval de Jair Bolsonaro, atingir o presente e o futuro de mais de 200 milhões de brasileiros e brasileiras.

São as consequências do voto.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami