Acabou o “jeitinho” afirma Sindicato dos Policiais Civis

Na manhã desta segunda-feira, o Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Acre (SINPOL/AC), se reune com os representantes do Estado na casa civil. Governo e a categoria negociam desde o início do ano o pagamento do retroativo das promoções, titulações e verbas rescisórias dos policiais civis.

O Presidente do Sindicato dos Policiais Civis do Estado do Acre (SINPOL/AC), Tibério César da Costa ressalta que o movimento vai além, “estamos lutando também, pela melhoria da estrutura das unidades policiais, que hoje estão sem as mínimas condições básicas para seu funcionamento adequado. Isso, acarreta um prejuízo na execução do serviço”, disse.

Caso os policiais civis não tenham uma resposta positiva da equipe de governo, a categoria afirma já iniciar um movimento chamado de “Cumpra-se a lei”, mantendo apenas atividade emergências, obrigatórias por lei.

“Se o Estado não contemplar os anseios da categoria dos policiais civis, iremos apenas manter os trabalhos exigidos por lei e pararemos dar o ‘jeitinho’”, disse o presidente.

O sindicato afirma que os próprios policiais civis pagam a internet de algumas delegacias, bem como realizam a compra de materiais de escritório, necessário para prestação de serviços.

“Se o Estado que tem a obrigação legal de prover os meios necessários para o exercício da função não está dando conta, não será o policial civil que irá tirar dinheiro do bolso para manter as atividades”, finalizou Da Costa.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

%d blogueiros gostam disto:
Close Bitnami banner
Bitnami