Wenceslau desnuda governo e insalubridade no campo moral de Cameli

Não há ódio no texto.

Há um sentimento de rancor perfeitamente compreensível.

Convidado a sair do governo, o repórter Rogério Wenceslau faz uma relato cru dos poucos meses em que ficou na condição de diretor da Secretaria de Comunicação, exercendo a função informal de Porta-voz.

Em texto publicado na sua página no Facebook, Wenceslau desnuda as entranhas do poder e revela a insalubridade no campo moral do governador Cameli.

“Vamos desmascarar esse governo logo de uma vez, certo? Eu nunca fui porta-voz. Esse cargo não existe na estrutura do governo. Prometeram-me esse cargo, me enganaram”, disse.

Sem a função de porta-voz, ofereceram ao jornalista uma assessoria especial, novamente lhe enganaram. Restou aceitar ser nomeado como diretor.

“Só aceitei esse humilhação porque já tinha pedido demissão do meu antigo emprego, tenho família para sustentar, e também, porque o governador me garantiu que iria corrigir isso, o que não fez, é claro”.

Lacônico, o jornalista avisa aquilo que a maioria da população já começa a perceber: o governo é uma fraude.

“Apesar de estar no alto escalão do governo, não concordava com os erros e trapalhadas que a sociedade está assistindo, atônita, desde o início”.

Para Wenceslau, estamos diante de um “governo fraco, confuso, sem rumo e que ainda não mostrou a que veio e, se continuar assim, vai ser um fracasso completo”.

Wenceslau entende que a administração de Cameli está recheada de gente despreparada para os cargos que ocupam. “ O resultado é que as coisas estão piorando, em vez de melhorar.

Começaram oferecendo uma secretaria a Wenceslau. Antes de lhe demitir, ofereceram uma CEC 7.

Comenta-se nos bastidores que Wenceslau perdeu o cargo porque compartilhou matéria do Portal contra o proprietário de site Roberto Vaz, que parece ter força junto ao rapaz Cameli.

A arte da fotografia é do Sérgio Vale.

Deixe uma resposta

Next Post

Caos na Saúde pode ser estratégia para justificar terceirização

seg mar 18 , 2019
Janeiro, o governo anunciou que o Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb) […]
%d blogueiros gostam disto: