VÍDEO: Gladson e Rocha revivem década de 1990, no enredo de intrigas de Edmundo Pinto e Romildo Magalhães

VÍDEO: Gladson e Rocha revivem década de 1990, no enredo de intrigas de Edmundo Pinto e Romildo Magalhães

Inicio fazendo uma pergunta:

alguém, em sã consciência, acreditava que a convivência entre o governador e o vice-governador seria pacifica?

Juntar os dois é como colocar um gato e um rato na gaiola, esperando que não briguem.

É crer que tucano e pavão deixarão de lado a vaidade em favor de um ambiente fraterno.

Tucano e pavão são bichos bonitos.

Cada um quer parecer mais belo do que o outro.

Convenhamos: Gladson e Rocha nunca foram aliados.

Juntaram-se para derrotar o PT.

Agora, estão no processo de autofagia.

Um querendo devorar o outro.

O desenho animado do TOM & JERRY ilustra bem a relação.

Aprendi, em mais de meio século de vida, que o que começa errado, dificilmente não termina errado.

Essa é uma lição basilar da vida.

Desde o anúncio do casamento político estava evidente que Gladson Cameli e Wherles Rocha eram como água e óleo.

Eles podem até ficar no mesmo recipiente, mas não se misturam.

De afinidade têm apenas o apego exagerado ao poder.

Rocha tem sangue quente.

Exala ódio quando é provocado.

Não esconde as suas ambições.

Gladson, por sua vez, não cumpre palavra.

Vai brincando e se livrando daquilo que realmente é: um líder fraco e um péssimo governador.

Revoltado com a perda de espaço no governo e com os rumos que as eleições municipais estão tomando, Rocha tem se mostrado um excelente líder de oposição.

O vice-governador tem carregado nas denúncias contra o seu próprio governo.

E são coisas graves.

Na verdade, muito graves.

Diante de tantas denúncias, a deputada federal Perpétua Almeida foi ao Twitter perguntar:

  • Se o vice denuncia o próprio governador, o Ministério Público Estadual, a Polícia Federal ou Tribunal de Justiça já têm alguma investigação sobre essas denúncias?

Creio que não têm.

O que é uma absurdo.

O vice-governador já apontou muitos caminhos que supostamente levam ao núcleo da corrupção.

É difícil acreditar que os responsáveis pelos órgãos de controle permanecerão inertes.

Uma hora terão que agir.

É o que a sociedade quer e exige.

Na última denúncia, Rocha insinua que o governador Gladson Cameli teria instalado uma espécie de gabinete do ódio, com milícia digital, para atacar adversários.

Isso, se tiver acontecendo, é crime.

O assunto é alvo de apuração em nível nacional, envolvendo o presidente da República e os seus filhos.

Palavras do Rocha:

  • Será que estamos diante de um gabinete do ódio acreano?
  • Será que o povo do Acre está pagando para manter uma milícia digital para atacar honra e denegrir as pessoas?

De fato, é inegável que o governador dispõe de muita gente nas redes sociais atacando aos seus adversários.

Se essas pessoas são milicianas ou não, somente uma investigação independente poderá dizer.

O vice-governador, que está longe de ser santo, diz que faz tempo que está sofrendo ataques coordenados de comissionados nomeados diretamente pelo governador.

O governador Gladson Cameli, por sua vez, manda recados por meio do Diário Oficial.

Usando a sua caneta, que segundo um dos irmão do vice-governador, é vermelha, vai demitindo aliados de Rocha.

Foram vários, com promessas de vir mais.

Tucanos que ocupam cargos estratégicos temem ser obrigados a levantar voo antes do tempo.

O medo de exoneração é grande em várias repartições públicas.

Casamento por interesse, como foi o Gladson e Rocha, não poderia dar certo mesmo.

Ambos são jovens e ambiciosos.

A guerra está apenas começando.

Falta o vice-governador, quando Gladson fizer uma das suas frequentes viagens, exonerar os cargos de confiança do governador.

Seria uma espécie de reprise do filme exibido no início da década de 1990, quando o Acre era governador por Edmundo Pinto e Romildo Magalhães.

Todas as vezes Edmundo viajava, Romildo, que era vice, exonerava uma penca de secretários.

Até que um dia Edmundo foi assassinado em São Paulo.

Romildo assumiu e fez um dos governos mais desastrosos da história.

Essa parte da história ninguém deseja que seja reprisada.

O que desejamos é que aja investigação sobre as denúncias do vice-governador.

Porque essa novela, de final imprevisível, ainda renderá muitos capítulos com fortes emoções.

Não perca as cenas dos próximos capítulos.

Plim, plim….

A volta do Romildo

Leonildo Rosas

Related Posts

VÍDEO: A um mês para a eleição, campanha escancara guerra entre governador e o vice

VÍDEO: A um mês para a eleição, campanha escancara guerra entre governador e o vice

VÍDEO: Quais os propósitos que juntaram Gladson e Socorro?

VÍDEO: Quais os propósitos que juntaram Gladson e Socorro?

VÍDEO: Eleito há dois anos com promessa de abrir o Acre para o desenvolvimento, Gladson patina e demonstra ser fraco como líder

VÍDEO: Eleito há dois anos com promessa de abrir o Acre para o desenvolvimento, Gladson patina e demonstra ser fraco como líder

VÍDEO: Governador admite incompetência ao dizer que falta quem faça projetos

VÍDEO: Governador admite incompetência ao dizer que falta quem faça projetos

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h