Vida que Segue: mesmo no governo, antiga oposição continua sendo um balaio de gatos

Vida que Segue: mesmo no governo, antiga oposição continua sendo um balaio de gatos

Olá, pessoal!

Chegou a hora do nosso encontro diário aqui no canal Portal Rosas.

Aqui é vida que segue.

Mas, ante de a vida seguir, não se esqueça de se inscrever no canal e acionar o sininho para receber notificação.

===== 

Certa vez, o então governador Jorge Viana cunhou uma frase sobre os seus opositores, que foi repetida durante anos.

Virou quase um mantra.

Jorge Viana disse que a oposição era um balaio de gato. 

Que ninguém se entendia.

E não estava errado.

A turma nunca se entendeu mesmo, porque havia muita fome e sede de poder, sem um projeto unificado de desenvolvimento para o Estado.

Nesse balaio sempre faltou um gato com estatura suficiente para liderar os demais bichanos.

O resultado foram vinte anos de sucessivas derrotas eleitorais.

======= 

Passadas duas décadas, a turma conseguiu ficar quieta no balaio.

Encontrou candidatos capazes de vencer as eleições para o senado e o governo.

Contou, é claro com o desgaste do material que estava no poder há tanto tempo, e com a onda conservadora que abarrotou as urnas de votos pelo Brasil a fora.

O povo quis e fez a mudança. 

Não se estão satisfeitos hoje.

Mas é a democracia.

====== 

O problema é que os gatos viveram no mesmo balaio pacificamente até conseguirem o objetivo.

Ficaram acomodados  forma conveniente. 

Viviam se arranhando, mas os arranhões eram perdoados em nome de algo maior. 

===== 

Mas ao chegarem no algo maior, os gatos  aumentaram de tamanho.

E de ambição. 

Uns acham que são onças, outros que são tigres.

O balaio ficou pequeno para tanto animais que se acham grande e têm gula. 

Por isso que, mesmo estando no poder, continuam habitando no balaio pequeno, construindo conforme os interesses individuais e de grupos políticos.

Para completar, parece que tem até ratos fazendo o trabalho sujo para os gatos. 

======== 

Exemplo maior da quantidade de felinos que se acham grande é a enxurrada de candidaturas à prefeitura de Rio Branco.

Não cabe nem falar sobre a orgia de alianças no interior do Estado.

Em Rio Branco, só no campo dos que apoiaram a eleição do governador, há três candidaturas prontas.

Há a do vice-governador Wherles Rocha, a do senador Marcio Bittar e a do partido do governador. 

Isso acontece porque ninguém confia em ninguém.

Todos querem voar mais alto do que adorados aviões de Gladson Cameli.

===== 

Não satisfeito com o sururu formado, o governador pôs mais lenha na fogueira.

Declarou apoio à prefeita de Rio Branco, Socorro Neri, que é do PSB.

Ora, o PP, partido de Cameli, já disse que irá lançar o eterno candidato a tudo Tião Bocalom.

======= 

Tião Bocalom é o preferido do senador Sérgio Petecão, que é do PSD, e pretende emplacar a sua esposa como candidata a vice-prefeita.

Petecão, inclusive, já teria conseguido o apoio da direção nacional do PP, partido de Gladson Cameli.

====== 

Veja o tamanho da confusão.

Já foi dito várias vezes que o governador tem poder, mas é carente de autoridade.

É essa autoridade que lhe falta num momento desses, para arrumar a casa e liderar.

Ele não é líder.

Terá sério problemas para manter o apoio à prefeita.

A sorte dele é que ninguém, em sã consciência, acredita na sua palavra. 

E o balaio diminuiu na medida em que os gatos cresceram com a comida do poder. 

Gladson visivelmente confia no poder da caneta governamental, para poder nomear e exonerar a quem quiser.

Aliados de Sérgio Petecão, que teve vinte e cinco mil votos a mais do o governador, garantem que o senador não está preocupado. 

====== 

O jogo começa a ser jogador para valer. 

O vice-governador, por exemplo, parece que vai assumir o Partido Suco de Laranja, também chamado de PSL.

O PSL foi envolvido no escândalo de candidaturas laranjas, mas parace que o vice não está preocupado com isso.

Ele sabe que está isolado. 

Precisa encostar o seu candidato numa estrutura forte.

O estranho e ver o puritanos Minoro Kinpara permanece calado enquanto tudo acontece sob as suas barbas. 

=====

Finalizo com uma pergunta: Será que Gladson teria coragem de deixar o PP?

Quer ficar bem informado?

Acessse www.portaldorosas.com.br.

Não deixe de dar um like no comentário.

Se ainda não se inscreveu, inscreva-se no canal e ative o sininho para receber notificações.

Ajude-nos a chegar aos mil inscritos.

Até mais.

Vida que segue.

======= 

Leonildo Rosas

Related Posts

Vida que Segue: e se o dinheiro encontrado na casa do cunhado do governador fosse na de um petista?

Vida que Segue: e se o dinheiro encontrado na casa do cunhado do governador fosse na de um petista?

Vida que Segue: Governo e Aleac crucificam Jesus, vaga no TCE pode ir para o João, mas a ideia é emplacar o cândido Nicolau

Vida que Segue: Governo e Aleac crucificam Jesus, vaga no TCE pode ir para o João, mas a ideia é emplacar o cândido Nicolau

Vida que Segue: Suplente de Marcio Bittar pode ser o vice de Socorro Neri

Vida que Segue: Suplente de Marcio Bittar pode ser o vice de Socorro Neri

Beco sem Saída: Senador Petecão agradece ao médico Tião Viana por atendimento ao seu irmão

Beco sem Saída: Senador Petecão agradece ao médico Tião Viana por atendimento ao seu irmão

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h