Nada é tão ruim, que não posso piorar.

Conforme edital publicado no Diário Oficial do Estado, hoje teve assembleia dos acionistas da Administradora da Zona de Processamento de Exportação do Acre.

Contando com o apoio do Palácio Rio Branco, os nomes eleitos parecem ter sido escolhidos a dedo.

Para a presidência foi escolhido o engenheiro Tião Fonseca.

O ex-vereador José Alex e o atual assessor do governo e ex-prefeito de Senador Guiomard James Gomes figuram como diretores.

Criada ainda no governo Binho Marques, a ZPE não se consolidou, embora tenha havido esforço enorme do governo para atrair investidores de outros estados e até países.

A ZPE do Acre foi a primeira do país a receber a autorização alfandegária para funcionar.

Não deslanchou.

E é pouco provável que deslanche sob a nova diretoria, levando-se em conta o histórico de cada um dos diretores.

Ao longo dos anos, nenhum dirigente da ZPE recebeu remuneração para exercer os cargos.

O mesmo comportamento se espera dos dirigentes eleitos hoje.

Vamos acompanhar.