Tachado de inimigo, governo Cameli retira adicional noturno de servidores da Saúde

Tachado de inimigo, governo Cameli retira adicional noturno de servidores da Saúde

Trabalhadores foram surpreendidos ao acessaram os seus contracheques.

“Um governo inimigo da Saúde”. É assim que a administração Gladson Cameli está sendo visto no meio da categoria.

Nas eleições de 2018, a maioria dos servidores da Saúde apostou no discurso da mudança e agora, pouco mais de um ano, há a percepção de que a mudança foi para pior.

Ao longo do tempo, os trabalhadores vêm tendo seus direitos retirados, o governo trabalha fortemente para terceirizar o setor e não oferece as garantias a quem, neste momento, está colocando a vida em risco em meio à pandemia.

Só faltou soltar fogos, mas o governo anunciou com estardalhaço o aumento da insalubridade para quem está na linha de frente no combate ao novo coronavírus. 

Como fora denunciando pelo deputado Edvaldo Magalhães (PC do B), boa parte dos servidores ficou sem a gratificação. A exclusão está sendo debatida na Justiça em ação impetrada pelo partido do parlamentar.

Mas a expressão dá com uma mão, mas tira com a outra cai como uma luva na mais recente medida tomada pela Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre).

Ao acessarem os seus contracheques para comemorarem o novo valor da insalubridade, os trabalhadores foram surpreendidos com uma desagradável surpresa.

Sem comunicado prévio, os servidores foram surpreendidos com a retirada da gratificação denominada “adicional noturno”.

A revolta nos grupos de whatsapp é grande.

Uma trabalhadora disse: “Tanta expectativa para nada”.

Outra lamentou: “Me sentindo assaltada”. 

Uma terceira vaticinou: “Governo inimigo da Saúde, mais uma vez comprovou”.

Em áudio, o presidente do Sindicato em Trabalhadores em Saúde, Adailton Cruz, informou que o aumento da insalubridade será paga em folha suplementar.

A categoria está descrente. 

Adailton Cruz colocou o sindicato a serviço da candidatura do governador e do seu vice Wherles Rocha. Se arrependimento matasse…

Leonildo Rosas

Related Posts

Fome no Brasil: em 5 anos, cresce em 3 milhões o nº de pessoas em situação de insegurança alimentar grave, diz IBGE

Fome no Brasil: em 5 anos, cresce em 3 milhões o nº de pessoas em situação de insegurança alimentar grave, diz IBGE

Com exército dividido e sem ações de governo para mostrar, apoio de Gladson atrapalha mais do que ajuda

Com exército dividido e sem ações de governo para mostrar, apoio de Gladson atrapalha mais do que ajuda

Maioria das cédulas apreendidas na casa do cunhado de Gladson foi sacada na Caixa Econômica Federal, banco pagador da Aleac

Maioria das cédulas apreendidas na casa do cunhado de Gladson foi sacada na Caixa Econômica Federal, banco pagador da Aleac

MPF, MPAC e DPU movem ação para melhorias no Programa Mais Médicos no Acre

MPF, MPAC e DPU movem ação para melhorias no Programa Mais Médicos no Acre

No Comment

Deixe uma resposta

Colunistas

Encontre-nos

Endereço
Av. Paulista, 123456
São Paulo, SP, CEP: 01311-300

Horário
Segunda—sexta: 9h–17h
Sábados e domingos: 11h–15h