A notícia falsa não se sustenta, principalmente neste tempos de novas mídias.

Querendo ludibriar a opinião pública, o governo usou o site da família da secretaria de Comunicação para vender uma imagem irreal do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Realmente o Hospital não apresenta superlotação, mas o motivo é outro: os pacientes pediram para ir embora porque falta medicamento.

Prontuários obtidos pelo Portal do Rosas revelam o descaso.

Os documentos vieram por meio de um funcionário que pediu o anonimato, temendo represálias.

Num deles, o profissional escreve que “não foi feito o acesso venoso periférico porque não tem equipo”.

A saúde está em colapso.
O governo não consegue dar respostas.
Está em curso um processo de terceirização.
Há suspeita de o caos está sendo instalado de forma proposital, para justificar as pretensões da administração estadual.


O Sindicato dos Médicos, em nota, afirmou que pessoas estão morrendo é que o governador desconhece o que é administração em saúde.

A